Meteorologia

  • 10 JULHO 2020
Tempo
22º
MIN 18º MÁX 31º

Edição

Irão condena administrador de agência de notícias ISNA

O responsável pela agência de notícia iraniana ISNA foi condenado em Teerão pela publicação de declarações de um ex-embaixador que criticou a arbitrariedade das operações dos serviços secretos do Irão na Europa.  

Irão condena administrador de agência de notícias ISNA
Notícias ao Minuto

09:13 - 05/06/20 por Lusa

Mundo Irão

A condenação do administrador da agência de notícias semioficial iraniana foi denunciada hoje pela organização Comittee to Protect Journalists.

Até ao momento desconhece-se a sentença a que foi condenado o administrador da ISNA, Ali Motaghian, julgado "pela publicação de mentiras que tiveram como intenção perturbar a ordem pública", refere a organização não-governamental.

Por outro lado a agência Mizan, que divulga informações oficiais sobre o sistema judicial iraniano, refere que Motaghian enfrenta entre dois meses a três anos de prisão, 74 vergastadas e uma multa em dinheiro.

O processo judicial teve como origem uma queixa dos serviços secretos dos Guardas da Revolução do Irão contra a extensa entrevista ao ex-embaixador de Teerão em Berlim, Ali Majedi, em janeiro de 2019. 

Na entrevista publicada pela ISNA, Majedi criticou algumas operações dos serviços secretos do Irão na Europa.

As declarações foram publicadas após a detenção do diplomata iraniano Assodollah Assadi, em Viena, alegadamente envolvido na preparação de um atentado contra uma manifestação do grupo Mujahedeen-e-Khalq (MEK), de exilados políticos iranianos em França.

Na mesma altura, as autoridades da Dinamarca acusavam o Irão de tentativa de assassinato de membros da oposição ao regime de Teerão residentes no país.

O repórter que registou a entrevista e o ex-embaixador não foram condenados pela justiça iraniana, nota o Comittee to Protect Journalists.  

A ISNA, Agência de Notícias dos Estudantes, foi fundada em 1999 durante a presidência de Mohammad Khatami.

Trata-se de um órgão de comunicação social semioficial, apontado como "independente", mas que trabalha sob a autorização do regime. 

Os jornalistas no Irão, incluindo estrangeiros, são frequentemente alvo de vigilância dos serviços secretos e muitos encontram-se presos.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório