Meteorologia

  • 10 JULHO 2020
Tempo
19º
MIN 18º MÁX 31º

Edição

Antes de Floyd, outros morreram. Estas foram as suas últimas palavras

Artista fez uma compilação das últimas palavras de várias vítimas da polícia norte-americana.

'#LastWords' [Últimas palavras] é o mais recente projeto da jornalista iraniana Shirin Barghi. Nele, a artista reúne aquelas que foram as últimas palavras de vários afroamericanos, que morreram às mãos da polícia norte-americana.

Numa altura em que os Estados Unidos voltam a ser palco de confrontos pelo fim do racismo e da violência policial, Shirin recorda as últimas palavras de outras vítimas, num trabalho que se apresenta como "um basta!".

A ideia surge na sequência da morte de George Floyd, afroamericano de 46 anos, que morreu depois de um polícia o ter asfixiado, colocando o joelho sobre o seu pescoço.

"Não consigo respirar", foram as últimas palavras registadas do homem, que acabaria por morrer. São aliás estas as palavras que ecoam na mente daqueles que querem pôr termo à violência racial e que lutam por justiça no país liderado, atualmente, por Donald Trump.

Contudo, esta não é a única vítima da polícia norte-americana. Assim, Shirin recuou alguns anos e neste projeto recorda outras vozes, também elas vítimas da polícia daquele país.

Leia Também: Jornalista em lágrimas com forma como polícia se dirige à família Floyd

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório