Meteorologia

  • 02 JULHO 2020
Tempo
22º
MIN 16º MÁX 25º

Edição

Trump acusado de querer limitar liberdade na internet

A Sociedade Inter-Americana de Imprensa (SIP) qualificou hoje de unilateral, sem debate e baseada no "nojo" de Donald Trump a ordem executiva deste que pretende responsabilizar as plataformas da internet pelos conteúdos que os seus utilizadores distribuem.

Trump acusado de querer limitar liberdade na internet

A SIP considerou que a ordem, assinada na quinta-feira por Trump, que inclui Twitter, Facebook, Google e YouTube, entre outras plataformas, é contrária ao "espírito de debate profundo sobre a liberdade de expressão que deve prevalecer no âmbito digital".

O presidente da SIP, Christopher Barnes, declarou que é preciso um debate sobre as responsabilidades e deveres das plataformas em matéria de distribuição, que deve ser aberto, transparente e profundo.

Este debate "não pode ser limitado por uma ordem presidencial, que, ao que tudo indica, foi decidida de forma intempestiva", por Trump, que ficou "enojado pelo tratamento que a Twitter deu a algumas as suas mensagens" nesta rede, acrescentou.

A SIP, sedeada em Miami, conta com mais de 1.300 publicações associadas e é uma entidade sem fins lucrativos dedicada à defesa e promoção da liberdade de imprensa e expressão nas Américas.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório