Meteorologia

  • 26 SETEMBRO 2022
Tempo
18º
MIN 15º MÁX 26º

UE discute critérios para levantar barreiras nas fronteiras internas

Os critérios que vão levar ao levantamento de barreiras nas fronteiras internas na União Europeia para lutar contra a covid-19 estão atualmente a ser discutidos em Bruxelas, disse hoje à Lusa fonte diplomática espanhola.

UE discute critérios para levantar barreiras nas fronteiras internas
Notícias ao Minuto

14:22 - 06/05/20 por Lusa

Mundo Covid-19

"O levantamento dos controles dependerá do critério de aproximação epidemiológica entre regiões vizinhas", disse a fonte do Ministério dos Negócios Estrangeiros de Espanha, acrescentando que "os critérios para decretar o levantamento das fronteiras internas da União estão a ser discutidos em Bruxelas atualmente".

As barreiras levantadas à livre circulação entre os Estados-membros, que incluem as fronteiras entre Portugal e Espanha, têm sido sucessivamente prolongadas.

Em Portugal essas barreiras estão em vigor até 14 de maio e em Espanha até 10 de maio, sendo expectável a sua prorrogação com a aprovação esperada hoje pelo parlamento espanhol da extensão do estado de emergência por mais duas semanas, até 23 de maio.

O ministro português da Administração Interna, Eduardo Cabrita, revelou na segunda-feira durante uma audição em comissão parlamentar que as fronteiras terrestres entre Portugal e Espanha irão continuar encerradas mesmo depois de 14 de maio.

Na Europa, Espanha é um dos países mais atingidos pela pandemia de covid-19, com cerca de 553 mortes por cada milhão de habitantes, enquanto Portugal um dos mais poupados pela pandemia com apenas 107 óbitos por milhão de habitantes.

A nível global, segundo um balanço da agência de notícias AFP, a pandemia de covid-19 já provocou mais de 257 mil mortos e infetou quase 3,7 milhões de pessoas em 195 países e territórios.

Em Portugal, morreram 1.089 pessoas das 26.182 confirmadas como infetadas, e há 2.076 casos recuperados, de acordo com a Direção-Geral da Saúde.

Os Estados Unidos são o país com mais mortos (71.078) e mais casos de infeção confirmados (mais de 1,2 milhões).

Seguem-se o Reino Unido (29.427 mortos, perto de 200 mil casos) Itália (29.315 mortos, mais de 213 mil casos), Espanha (25.857 mortos, mais de 220 mil casos) e França (25.531 mortos, mais de 170 mil casos).

Por regiões, a Europa soma mais de 148 mil mortos (mais de 1,6 milhões de casos), Estados Unidos e Canadá mais de 75 mil mortos (mais de 1,2 milhões de casos), América Latina e Caribe mais de 15 mil mortos (mais de 286 mil casos), Ásia 9.754 mortos (quase 260 mil casos), Médio Oriente com 7.220 mortos (mais de 196 mil casos), África mais de 1.950 mortos (mais de 49 mil casos) e Oceânia 124 mortos (mais de 8.200 casos).

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório