Meteorologia

  • 11 AGOSTO 2020
Tempo
21º
MIN 19º MÁX 26º

Edição

Filipe Nyusi promete levar autores de ataques em Cabo Delgado à justiça

O presidente da República moçambicano, Filipe Nyusi, condenou hoje os ataques armados em Cabo Delgado, no Norte de Moçambique, prometendo levar os autores das incursões à barra da justiça.

Filipe Nyusi promete levar autores de ataques em Cabo Delgado à justiça

"O Governo condena veemente os hediondos e violentos ataques e continuará a perseguir todos os assassinos, levando-os, como está a acontecer, à barra da justiça", declarou Filipe Nyusi.

O chefe de Estado moçambicano falava durante a cerimónia de tomada de posse da nova presidente do Tribunal Administrativo, Lúcia do Amaral, e do vice-presidente do Tribunal Supremo, João Beirão.

O Presidente da República apelou aos órgãos de justiça para garantirem os direitos das vítimas da violência armada em Cabo Delgado, classificando-a como um atentado à soberania.

"Exige-se do judiciário uma ação tempestiva e responsável, visando sempre buscar a verdade material e acautelar os direitos das vítimas em defesa da nossa soberania em primeiro lugar", observou Filipe Nyusi, apelando ainda às comunidades para não acatarem informações que pretendam "dividir e criar ódio entre as populações e as forças de defesa e segurança".

A província de Cabo Delgado tem sido alvo de ataques de grupos armados que organizações internacionais classificam como uma ameaça terrorista e que em dois anos e meio já fez, pelo menos, 350 mortos, além de 156.400 pessoas afetadas com perda de bens ou obrigadas a abandonar casa e terras em busca de locais seguros.

No final de março, as vilas de Mocímboa e Quissanga foram invadidas por um grupo, que destruiu várias infraestruturas e içou a sua bandeira num quartel das Forças de Defesa e Segurança de Moçambique.

Na ocasião, num vídeo distribuído na Internet, um alegado militante 'jihadista' justificou os ataques de grupos armados no norte de Moçambique com o objetivo de impor uma lei islâmica na região.

Foi a primeira mensagem divulgada por autores dos ataques que ocorrem há dois anos e meio na província de Cabo Delgado, gravada numa das povoações que invadiram.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório