Meteorologia

  • 06 JUNHO 2020
Tempo
25º
MIN 17º MÁX 25º

Edição

Enfermeiras que se protegiam com sacos do lixo infetadas com Covid-19

Caso ocorreu no Reino Unido, numa unidade hospitalar onde a falta de material de proteção pode levar "a que vários enfermeiros e médicos possam até morrer".

Enfermeiras que se protegiam com sacos do lixo infetadas com Covid-19

O Reino Unido conta já com 60.733 casos confirmados de infeção pelo novo coronavírus e 7.097 mortes, sendo que de terça para quarta-feira registou o seu maior aumento diário no que ao número de óbitos diz respeito: 938.

Uma das maiores dificuldades que o país tem enfrentado tem sido na defesa dos trabalhadores de saúde, que estão na linha da frente de combate a este inimigo comum. 

A falta de material leva a que muitas das vezes médicos, enfermeiros e auxiliares de saúde trabalhem nos hospitais com remendos. 

Sim, remendos será a palavra certa para descrever o que se passou no Northwick Park Hospital, unidade de saúde situada a oeste de Londres.

O diário The Telegraph dá conta, nesta quarta-feira, que três enfermeiras deste hospital foram forçadas a usar sacos do lixo como material proteção. Um remendo que acabou por não ter a finalidade que se pretendia: proteger. 

De acordo com a mesma publicação, as três funcionárias testaram positivo ao vírus Sars-CoV2, sendo que há relatos de que mais de metade dos trabalhadores deste serviço de saúde estão diagnosticados com a Covid-19. Uma enfermeira em declarações ao The Telegraph sublinha até que "não existe material de proteção. A continuar assim vários enfermeiros e médicos podem até morrer".

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório