Meteorologia

  • 01 JUNHO 2020
Tempo
23º
MIN 17º MÁX 28º

Edição

O relato de um médico romeno: "Estamos a ser enviados para a morte"

Na localidade romena de Suceava 25% dos infetados são médicos e enfermeiros.

O relato de um médico romeno: "Estamos a ser enviados para a morte"

Trata-se de uma pequena cidade localizada no nordeste da Roménia, junto à fronteira com a UcrâniaSuceava tem uma população com cerca de 100 mil pessoas, sendo que o número de óbitos devido ao novo coronavírus já se cifra nos 33.

Esta localidade romena tornou-se no epicentro da Covid-19 neste país, tendo em conta que dos 3.894 casos a nível nacional, 866 estão localizados em Suceava.

Um quarto dos infetados nesta cidade são médicos e enfermeiros, que renunciaram em massa continuar a exercer as suas funções. As autoridades de saúde acusam os dirigentes locais de não lhes terem fornecido máscaras e equipamentos de proteção.

"Fomos enviados para a morte", referiu um médico local, em declarações reproduzidas pelo diário francês Le Monde. "Sem luvas, sem máscaras, uma escassez gritante de desinfetantes e de outros produtos. Nada, não temos quase nada", acrescentando: "Como tratar os doentes? Nós somos médicos, não mágicos".

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório