Meteorologia

  • 02 JUNHO 2020
Tempo
23º
MIN 18º MÁX 26º

Edição

Com 99 anos, sobreviveu à Covid-19. O segredo? "Sandes de marmelada"

Família daquela que poderá ser a doente britânica mais velha a recuperar da Covid-19 garante que ela só come "biscoitos e sandes de marmelada". Uma reação com bom humor a uma situação de crise.

Com 99 anos, sobreviveu à Covid-19. O segredo? "Sandes de marmelada"

Uma britânica de 99 anos de idade poderá ser a paciente mais velha do Reino Unido a sobreviver à Covid-19 e a família até suspeita porquê: "Biscoitos e sandes de marmelada", brincam.

Rita Reynolds, natural de Stockport, ficou doente a 25 de março e a sua condição depressa se agravou, tendo a família sido avisada para esperar o pior. Porém, contra as expetativas mais negativas, Rita recuperou.

Um dos bisnetos, Henry Phillips, disse à imprensa que a sua bisavó é "obviamente muito frágil" e que não pensaram que pudesse sobreviver, mas, se explicações fossem necessárias para a sua recuperação, ei-las: "Não sei como é que ela ultrapassou aquilo. Não acho que ela algumas vez tenha comido um vegetal ou uma fruta. Ele sobrevive à base de biscoitos e sandes de marmelada", brincou.

Ainda assim, concedeu Henry, Rita "nunca fumou e bebe muito pouco".

Rita Reynolds viveu durante a Segunda Guerra Mundial e, aos 21 anos de idade, sobreviveu a uma bomba lançada perto de sua casa, em Liverpool, porque se escondeu debaixo de uma mesa para ler um livro, diz o Guardian. Irá celebrar 100 anos em julho próximo.

Recorde-se que o Reino Unido contabiliza, até ao momento, 3.605 mortes relacionadas com o surto viral, registado ainda 38.168 casos confirmados de infeção.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório