Meteorologia

  • 07 AGOSTO 2020
Tempo
20º
MIN 18º MÁX 33º

Edição

Infetados quatro oficiais franceses em missão contra jihadistas no Sahel

Quatro oficiais franceses destacados no Sahel no âmbito da operação anti-jihadista Barkhane tiveram testes com resultados positivos para o novo coronavírus, sendo os primeiros casos de infeção tornados públicos entre as forças francesas em missões externas.

Infetados quatro oficiais franceses em missão contra jihadistas no Sahel
Notícias ao Minuto

19:28 - 02/04/20 por Lusa

Mundo Covid-19

"A Operação Barkhane viu os seus primeiros quatro casos confirmados de infeção por coronavírus", disseram elementos das Forças Armadas francesas.

Entre estes quatro oficiais, "um dos pacientes está a ser tratado e cuidado no local, e os outros três já foram repatriados" para França, "assim como um outro oficial que apresenta sintomas da doença mas não fez o teste", disse o porta-voz das Forças, o coronel Frédéric Barbry.

Estes quatro oficiais cujo teste à covid-19 deu positivo e "que chegaram à faixa Sahel-Sahara há várias semanas", estão "até agora sem apresentar sintomas".

"Todos os casos foram identificados e colocados numa área destinada a quarentena", explicou o coronel Barbry, salientando que "estes casos de contaminação, bem como as medidas tomadas para preservar o pessoal da força, não têm impacto nas operações, que continuam a um ritmo sustentado".

O Ministério das Forças Armadas francês também lamentou uma primeira morte entre as suas fileiras devido ao novo coronavírus, anunciada hoje: "Tratava-se de um funcionário civil do Serviço de Infraestruturas de Defesa (SID), que faleceu a 30 de março, com 62 anos".

A operação anti-jihadista Barkhane conta com 5.100 pessoas na luta contra os movimentos jihadistas em colaboração com os países da região do Sahel: Mali, Burkina Faso, Níger, Mauritânia e Chade. Trata-se da principal operação externa do exército francês.

O novo coronavírus, responsável pela pandemia da covid-19, já infetou mais de 940 mil pessoas em todo o mundo, das quais morreram mais de 47 mil.

Dos casos de infeção, cerca de 180.000 são considerados curados.

O número de mortes em África subiu para pelo menos 209 num universo de mais de 5.940 casos confirmados em 49 países, de acordo com as estatísticas sobre a doença no continente.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório