Meteorologia

  • 31 MAIO 2020
Tempo
27º
MIN 19º MÁX 29º

Edição

Central Park vai ter hospital de campanha para tratar doentes infetados

O objetivo deste hospital, que terá 68 camas, é reforçar a capacidade de resposta do Hospital Monte Sinai Oeste, que fica próximo do Central Park.

Central Park vai ter hospital de campanha para tratar doentes infetados
Notícias ao Minuto

23:40 - 29/03/20 por Lusa

Mundo Covid-19

Voluntários e autoridades locais começaram hoje a instalar um hospital de campanha no Central Park, em Nova Iorque, para tratar pessoas infetadas com covid-19, prevendo-se que possa começar a receber os primeiros doentes na terça-feira.

O objetivo deste hospital, que terá 68 camas, é reforçar a capacidade de resposta do Hospital Monte Sinai Oeste, que fica próximo do Central Park, segundo indicou o presidente da câmara de Nova Iorque, Bill de Blasio, citado pela agência EFE.

Em declarações ao canal de televisão local NY1, o responsável pelo projeto, Elliott Tenpenny referiu que o hospital terá uma unidade de cuidados intensivos especializada em problemas respiratórios e equipas de médicos e de enfermeiros especialistas em doenças infecciosas.

A acentuada subida do número de pessoas infetadas pelo novo coronavírus, com o Estados Unidos da América a liderar a tabela de países com maior número de casos positivos de covid-19 (mais de 124 mil) faz com que as autoridades trabalhem em contra-relógio para expandir a capacidade de resposta de cuidados de saúde.

Na segunda-feira deverá começar já a receber pacientes um hospital de emergência que foi instalado no centro de conferências Javits Centre, em Manhattan, e que tem capacidade para mil camas.

Mais quatros centros de emergência temporários vão ser instalados em Brooklyn, Queens, Staten Island e Bronx, cobrindo assim os cinco distritos da cidade de Nova Iorque.

O Estado de Nova Iorque tornou-se o epicentro do surto de covid-19 nos Estados Unidos, contando mais de 60 mil casos confirmados.

O novo coronavírus, responsável pela pandemia da covid-19, já infetou mais de 697 mil pessoas em todo o mundo, das quais morreram mais de 33.200.

Dos casos de infeção, pelo menos 137.900 são considerados curados.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório