Meteorologia

  • 21 OUTUBRO 2020
Tempo
17º
MIN 13º MÁX 19º

Edição

Número de infetados por Covid-19 sobe para 91 na Venezuela

O Presidente da Venezuela anunciou hoje que foram registados sete novos casos de coronavírus no país, nas últimas 24 horas, o que eleva para 91 o número de doentes com a covid-19.

Número de infetados por Covid-19 sobe para 91 na Venezuela
Notícias ao Minuto

05:55 - 25/03/20 por Lusa

Mundo Covid-19

"Hoje chegámos aos 91 casos. Felizmente, ainda não há mortos", disse Nicolás Maduro à televisão estatal venezuelana.

O chefe de Estado venezuelano indicou que três dos novos casos foram registados no estado venezuelano de Lara, um em Caracas, um em Los Roques, um em Miranda e um em Guárico.

Maduro insistiu que estão "a ser radicalizadas" as medidas de quarenta social preventiva, com mais restrições à circulação de pessoas, no Distrito Capital e nos vizinhos estados de Miranda e La Guaira, que concentram 62 casos registados.

Quinze pessoas estão já recuperadas da doença.

Por outro lado, o Presidente venezuelano acrescentou que 1.200 pessoas estão a ser submetidas a exames médicos de despistagem por terem apresentado sintomatologia idêntica à da covid-19.

"Estamos a passar da quarentena defensiva para a ofensiva. Estamos a sair à busca dos casos (...) não é fácil, estamos a lutar contra um inimigo invisível", frisou.

Segundo Nicolás Maduro, os casos confirmados de coronavírus no país dividem-se em "importados e comunitários".

O chefe de Estado reiterou a necessidade de os Estados Unidos devem levantar as sanções económicas impostas contra o país, por impedirem a aquisição de materiais necessários para combater a pandemia no país.

"Devem levantar as sanções, pelo menos durante esta época de pandemia. Exigir que levantem as sanções deve ser um clamor nacional", frisou.

O governante apelou à população para "manter a quarentena e ter paciência até superar esta adversidade" e às Forças Armadas para que "protejam e sirvam o povo".

A Venezuela está desde 13 de março em "estado de alerta", o que permite ao executivo decretar "decisões drásticas" para combater a pandemia.

O "estado de alerta" foi decretado por 30 dias, que podem ser prolongados por igual período.

Os voos nacionais e internacionais estão restringidos no país.

Desde 16 de março que os venezuelanos estão em quarentena, estando impedidos de circular livremente entre os vários estados do país. Clínicas e hospitais estão abertos, enquanto farmácias, supermercados, padarias e restaurantes estão a funcionar em horário reduzido, com estes últimos a vender apenas comida para fora.

O novo coronavírus, responsável pela pandemia da covid-19, já infetou mais de 400 mil pessoas em todo o mundo, das quais morreram cerca de 18.000.

Depois de surgir na China, em dezembro, o surto espalhou-se por todo o mundo, o que levou a Organização Mundial da Saúde (OMS) a declarar uma situação de pandemia.

O continente europeu é aquele onde está a surgir atualmente o maior número de casos, e a Itália é o país do mundo com mais vítimas mortais, com 6.820 mortos em 69.176 casos.

Vários países adotaram medidas excecionais, incluindo o regime de quarentena e o encerramento de fronteiras.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório