Meteorologia

  • 31 MAIO 2020
Tempo
27º
MIN 19º MÁX 29º

Edição

Não teve sintomas comuns, mas estava infectada. Agora, deixa um conselho

Jovem deixa alerta para que não se continue a brincar com esta doença e para que se esteja atento a todo o tipo de sintomas e não, apenas, aos que são mais comuns.

Não teve sintomas comuns, mas estava infectada. Agora, deixa um conselho

Uma mulher de 20 anos, que diz que não padeceu de nenhum dos sintomas mais comuns provocados pela Covid-19 apesar de estar infectada com a doença, decidiu partilhar a sua experiência, para alertar outros que possam estar na mesma situação.

Julia, uma jovem norte-americana, estava de férias em Itália, quando tudo aconteceu. Esta recorreu ao Twitter para explicar como se sentiu, garantindo que não sentiu nenhum dos sintomas mais comuns da doença, nomeadamente; tosse seca e constante, e febre.

Tudo começou no dia 29 de fevereiro, dia em que acordou "em agonia". 

"A minha cabeça parecia que ia explodir, os meus ouvidos vibravam. Doía-me o corpo, sentia calafrios, tinha febre. Tomei anti-inflamatórios e deixei-me ficar na cama o dia todo", escreve, referindo que depois disso os sintomas não voltaram a surgir, motivo que a levou a crer que não passara de uma indisposição temporária.

No seu último dia em Itália, dia 3 de março, Julia refere que começou a não conseguir ouvir bem, deixou de conseguir sentir cheiros e de ter paladar mas, salienta, não tinha qualquer sintoma que se assemelhasse a uma constipação. "As dores de cabeça eram constantes", sintoma que esta tentava atenuar com Tylenol.

No regresso a casa, Julia assume que não houve qualquer tipo de rastreio no aeroporto para despiste da doença, algo que também não a incomodou muito, uma vez que não apresentava sintomas. Já em casa, contudo, e sendo de uma família de profissionais de saúde, a jovem acabou por fazer o teste à Covid-19 antes de regressar ao trabalho. Dias depois, chegava a notícia que não queria: estava infectada.

"Conto-vos a minha história porque aquilo que dizem ser os sintomas da doença, não são só esses. Podes não sentir esses sintomas e estar infectado. O único sintoma que tive semelhante ao da doença foi a febre", alerta a jovem, naquele que é um apelo para que todos permaneçam em casa para não correrem riscos, nem serem um risco para os outros.

"Sei que muitos de vós têm férias de Páscoa planeadas, viagens, trabalho e atividades planeadas. Mas quero que percebam que muitos dos jovens da minha idade não estão a sentir os sintomas. Sei que andamos a gozar e a rir-nos com tudo isto. Mas isto não é uma piada", atira, deixando aquele que é já um conselho a nível mundial: "fiquem em casa".

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório