Meteorologia

  • 20 JANEIRO 2021
Tempo
13º
MIN 12º MÁX 16º

Edição

Itália regista 627 mortes em 24 horas. Número total é já de 4.032

Foram ainda confirmados mais 4.670 novos casos de infeção pela Covid-19.

Itália regista 627 mortes em 24 horas. Número total é já de 4.032

Nas últimas 24 horas, morreram mais 627 pessoas em Itália infetadas com o novo coronavírus, elevando-se assim para 4.032 o número total de vítimas da pandemia. A Proteção Civil italiana confirmou também mais 4.670 novos casos de infeção pela doença Covid-19.

A região de Milão, a Lombardia (norte), continua a ser a que regista mais mortes, com 381 de quinta-feira para hoje, totalizando 2.549 casos mortais.

No total, Itália tem, até ao momento, 37.860 infetados, dos quais 19.185 isolados sem sintomas ou com sintomas leves e 2.655 em terapia intensiva.

Em apenas três dias, Itália contabilizou 1.500 mortes por Covid-19. A taxa de mortalidade diária é, aliás, superior à relatada oficialmente pela China no pico do surto em Wuhan

Perante estes números, o governo italiano está a ponderar implementar ainda mais restrições à população, por forma a tentar controlar a propagação do vírus. 

Saliente-se que a capacidade de internamento nos cuidados intensivos está a esgotar-se rapidamente e, como indica a RT, muitos profissionais de saúde das províncias do norte de Itália têm de assumir a difícil tarefa de triar os pacientes que podem ocupar as camas de terapia intensiva. 

Esta foi, aliás, uma preocupação levantada por Fernando Maltezdiretor do Serviço de Infecciologia do Curry Cabral, no espaço da Grande Entrevista, na antena da RTP3. O especialista alertou para a possibilidade de "colapso dos serviços de saúde" europeus. 

De acordo com o especialista, se se atingir "uma taxa de internamento até 17/18 por 100 mil habitantes, como aconteceu na Lombardia, os cuidados intensivos de 12 países da União Europeia irão colapsar". Se esse número for superior, "de 100 internamentos por 100 mil habitantes, provavelmente todos os países da UE colapsarão na sua resposta em cuidados intensivos".

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório