Meteorologia

  • 18 MAIO 2022
Tempo
24º
MIN 15º MÁX 26º

Guiana regista primeira morte por infeção do coronavírus

Uma cidadã, de 52 anos, da Guiana morreu num hospital público no país sul-americano devido ao novo coronavírus, informaram hoje os meios de comunicação social locais.

Guiana regista primeira morte por infeção do coronavírus

Segundo o governo, a mulher - que não identificaram - morreu na quarta-feira à noite no hospital público de Georgetown, capital da Guiana.

Após o anúncio, o presidente da Guiana, David Granger, pediu aos cidadãos que se acalmassem.

A mulher, que tinha outras patologias, chegou à Guiana no passado dia 5 de março, depois de viajar para os Estados Unidos, explicou o governo.

No entanto, a vítima não se descolou a uma instituição médica até terça-feira.

De acordo com o relatório médico publicado hoje, os especialistas identificaram que a mulher tinha diabetes "descontrolada", que sofria de hipertensão e apresentava sintomas de gripe.

Após a sua morte, foi realizado um teste de despistagem de Covid-19, que deu positivo e confirmou que a mulher tinha sido infetada.

A infeção contraída pela mulher foi classificada como "um caso importado".

As autoridades de saúde tomaram medidas como isolar a casa da vítima mortal e entrar em contacto com as pessoas que conviveram com a mulher infetada.

O novo coronavírus responsável pela Covid-19 foi detetado em dezembro, na China, e já provocou mais de 4.600 mortos em todo o mundo, levando a Organização Mundial de Saúde a declarar a doença como pandemia.

O número de infetados ultrapassou as 125 mil pessoas, com casos registados em cerca de 120 países e territórios, incluindo Portugal, que tem 78 casos confirmados.

A China registou nas últimas 24 horas 15 novos casos de infeção pelo novo coronavírus (SARS-CoV-2), o número mais baixo desde que iniciou a contagem diária, em janeiro.

Até à meia-noite de quarta-feira (16:00 em Lisboa), o número de mortos na China continental, que exclui Macau e Hong Kong, subiu em 11, para 3.169. No total, o país soma 80.793 infetados.

Face ao avanço da pandemia, vários países têm adotado medidas excecionais, incluindo o regime de quarentena inicialmente decretado pela China na zona do surto.

A Itália é o caso mais grave depois da China, com mais de 12.000 infetados e pelo menos 827 mortos, o que levou o governo a decretar a quarentena em todo o país.

Notícias ao Minuto nomeado para os Prémios Marketeer

O Notícias ao Minuto é um dos nomeados da edição de 2022 dos Prémios Marketeer, na categoria de Digital Media. As votações decorrem até ao próximo dia 31 de maio.

Para nos ajudar a vencer, basta aceder ao site da iniciativa organizada pela revista Marketeer, clicando aqui, e proceder ao preenchimento do formulário, selecionando Notícias ao Minuto na categoria de Digital Media e formalizando depois a votação. Obrigada pela sua preferência!

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório