Meteorologia

  • 18 JANEIRO 2021
Tempo
14º
MIN 5º MÁX 14º

Edição

Tribunal israelita rejeita adiar julgamento de Benjamin Netanyahu

Um tribunal distrital de Jerusalém rejeitou hoje o pedido do primeiro-ministro, Benjamin Netanyahu, de adiar o início do seu julgamento, onde é acusado de corrupção, mantendo a data para o início da próxima semana.

Tribunal israelita rejeita adiar julgamento de Benjamin Netanyahu

Os advogados de Netanyahu pediram o adiamento, alegando que precisavam de mais tempo para analisar as provas, mas os procuradores responderam que se opunham a qualquer atraso e o tribunal aceitou a sua posição.

Amit Haddad, um dos advogados de Netanyahu, disse que o pedido de adiamento era meramente "técnico", dizendo que a defesa não recebeu atempadamente os elementos de prova no julgamento.

Na rejeição do pedido, o juiz escreveu que a primeira sessão, em 17 de março, apenas constará de uma leitura do processo e que a resposta do réu não será aí necessária, não existindo, por isso, justificação para um adiamento.

Netanyahu está acusado de fraude, quebra de confiança e aceitação de suborno, num processo ligado a uma série de escândalos políticos, que incluem ter recebido presentes caros de amigos ricos em troca de favores.

O primeiro-ministro israelita nega qualquer irregularidade e diz-se vítima de uma "caça às bruxas", orquestrada pelos 'media'.

Os seus problemas judiciais estiveram no centro da eleição da passada semana, a terceira em menos de um ano, que mais uma vez terminou com nenhum dos partidos a conseguir suficiente apoio parlamenta para formar Governo.

O líder da oposição, Benny Gantz, recusou um entendimento político com o partido Likud, de Netanyahu, e está agora a tentar coligações com outras forças políticas, para conseguir apoio maioritário no Parlamento.

Benjamin Netanyahu tenta manter-se no poder e conseguir soluções que retirem o país do impasse político, mas o processo judicial constitui um obstáculo ao seu projeto de poder.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório