Meteorologia

  • 31 MARçO 2020
Tempo
12º
MIN 6º MÁX 14º

Edição

Praga de gafanhotos no Paquistão vai ser combatida por 100 mil patos

A praga de gafanhotos no Paquistão é considerada a pior em duas décadas.

Praga de gafanhotos no Paquistão vai ser combatida por 100 mil patos

As autoridades chinesas estão a preparar-se para enviar um 'exército' de 100 mil patos para o Paquistão, por forma a ajudar o país vizinho a combater uma das piores pragas de gafanhotos das últimas duas décadas, que ameaçam seriamente as colheitas.

Os especialistas chineses descreveram estes patos como "armas biológicas" e defendem que são mais eficientes do que pesticida contra aqueles insetos.

"Um pato é capaz de comer 200 gafanhotos por dia", disse Lu Lizhi, um investigador-chefe da Academia de Ciências Agrárias de Zhejiang, que está encarregue do projeto.

Os patos serão enviados para as províncias de Sindh, Balochistan e Punjab, as áreas mais afetadas pela praga de gafanhotos, segundo o Telegraph.

Recorde-se que a Comissão Europeia anunciou uma nova ajuda de 10 milhões de euros para o combate à praga de gafanhotos-do-deserto na África Oriental, sublinhando que se trata de uma das "mais graves" das últimas décadas e com risco de "alastrar rapidamente".

"Estão já a ser comunicados prejuízos nas culturas e nas pastagens no Quénia, na Etiópia e na Somália, os três países mais afetados, podendo as perdas alastrar rapidamente a outros países vizinhos, como o Djibuti, a Eritreia, o Sudão do Sul, a Tanzânia e o Uganda. O Iémen, o Sudão, o Irão, a Índia e o Paquistão estão também em risco", alertava o executivo comunitário.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório