Meteorologia

  • 01 ABRIL 2020
Tempo
11º
MIN 7º MÁX 14º

Edição

Balanço de mortes em confrontos na Índia sobe para 34

O número de mortos nos confrontos violentos em Nova Deli subiu hoje para 34, motivados pela insatisfação diante da aprovação da nova lei de cidadania indiana, considerada antimuçulmana, e que desencadeou tensões entre muçulmanos e hindus.

Balanço de mortes em confrontos na Índia sobe para 34
Notícias ao Minuto

13:42 - 27/02/20 por Lusa

Mundo Índia

O número de mortos aumentou de 27 para 34 nas últimas horas e a maioria de pessoas que morreram de ferimentos sofridos nos confrontos na segunda-feira entre grupos hindus e muçulmanos rivais, de acordo com fontes consultadas em dois hospitais da capital indiana.

Outras 200 pessoas ficaram feridas e a maioria permanece hospitalizada.

A violência foi desencadeada no fim de semana quando um grupo de manifestantes bloqueou a estrada principal do bairro de Jaffrabad, no nordeste de Nova Deli, como um protesto contra a nova lei de cidadania.

Os distúrbios, que coincidiram com a visita do Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, provocaram críticas dos partidos da oposição contra o Governo do primeiro-ministro indiano, Narendra Modi, e o seu partido Bharatiya Janata.

No final da visita, o Presidente dos EUA disse durante uma conferência de imprensa que este era um assunto interno da Índia e recusou-se a fazer qualquer comentário que pudesse ser considerado crítico ao Governo indiano.

Embora a capital indiana seja o epicentro de protestos contra a nova lei desde dezembro, quando foi aprovada, os distúrbios dos últimos dias são os piores episódios de violência que a capital experimentou em décadas.

A onda de protestos contra a polémica lei deixou entre dezembro e janeiro mais de vinte mortos em todo o país, porém nenhuma morte havia sido registada na capital.

Os muçulmanos protestam contra a nova lei de cidadania porque esta acelera a naturalização para minorias religiosas nascidas de todas as principais religiões do Sul da Ásia, exceto para o islamismo.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório