Meteorologia

  • 05 ABRIL 2020
Tempo
16º
MIN 13º MÁX 18º

Edição

Brexit: Bruxelas "congratula-se com decisão do Conselho da UE"

A Comissão Europeia saudou hoje a aprovação formal, dada pelo Conselho da União Europeia (UE), para Bruxelas iniciar negociações com Londres sobre a futura parceria pós-Brexit, que arrancam na próxima segunda-feira e serão conduzidas por Michel Barnier.

Brexit: Bruxelas "congratula-se com decisão do Conselho da UE"
Notícias ao Minuto

13:39 - 25/02/20 por Lusa

Mundo Brexit

"A Comissão Europeia congratula-se com a decisão hoje tomada pelo Conselho da UE, e já esperada, que autoriza a abertura das futuras negociações de parceria com o Reino Unido", indica o executivo comunitário em comunicado de imprensa.

De acordo com a Comissão, estas "negociações formais com o Reino Unido devem começar na semana de 2 de março de 2020", isto é, na próxima segunda-feira.

Citada pelo comunicado, a presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, vinca que a UE está "agora pronta para negociar".

"Queremos construir uma parceria futura ambiciosa e próxima porque isso é do maior interesse dos cidadãos de ambos os lados do Canal", acrescenta a responsável, garantindo esforços para "alcançar o melhor resultado possível".

As negociações serão conduzidas pelo negociador-chefe do bloco comunitário para o processo, Michel Barnier, que refere no comunicado estar "determinado a chegar a um acordo que proteja os interesses da UE".

A decisão foi adotada no Conselho de Assuntos Gerais, que decorreu esta manhã em Bruxelas, e no qual Portugal esteve representado pela secretária de Estados dos Assuntos Europeus, Ana Paula Zacarias.

Estas conversações, que serão conduzidas do lado da UE por Michel Barnier, têm de estar concluídas até final do ano, altura em que termina o chamado "período de transição" após a saída do Reino Unido da União, concretizada em 31 de janeiro passado.

No primeiro dia útil a seguir ao Brexit, em 3 de fevereiro passado, a Comissão Europeia apresentou a sua proposta de mandato negocial com o Reino Unido sobre as relações futuras, assente num acordo comercial "muito ambicioso", mas condicional, com a UE a exigir reciprocidade a Londres.

Michel Barnier, que já foi o negociador-chefe da UE para a saída do Reino Unido, será também o responsável pelas discussões com Londres sobre a futura parceria.

Em comunicado também hoje divulgado, o Conselho da UE vinca que em causa está um "mandato claro e forte" atribuído a Michel Barnier, visando uma "parceria ambiciosa, abrangente e equilibrada" com o Reino Unido, em "benefício de ambos os blocos".

Já de acordo com a Comissão Europeia, as diretrizes hoje aprovadas "abrangem todas as áreas de interesse para as negociações, incluindo cooperação comercial e económica, aplicação da lei e cooperação judiciária em matéria penal, política externa, segurança e defesa".

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório