Meteorologia

  • 28 MARçO 2020
Tempo
14º
MIN 9º MÁX 20º

Edição

Ministros do Interior dos estados alemães vão analisar ataque xenófobo

Os ministros do Interior dos 16 estados federados da Alemanha vão reunir-se para analisar em conjunto o ataque xenófobo de Hanau (Alemanha central), no qual morreram nove pessoas de origem estrangeira, além do alegado assassino e da sua mãe.

Ministros do Interior dos estados alemães vão analisar ataque xenófobo
Notícias ao Minuto

15:59 - 20/02/20 por Lusa

Mundo Alemanha

O anúncio foi feito hoje pelo ministro do Interior alemão, Horst Seehofer, durante uma visita a Hanau, na qual expressou as suas condolências à população e repetiu algumas das palavras da chanceler, Angela Merkel, afirmando que "o racismo é um veneno".

"Ainda é muito cedo, mas tudo aponta para uma motivação racista. O racismo é um veneno, perturba os espíritos e leva ao surgimento do mal", disse Seehofer.

O ministro acrescentou que, juntamente com o estado federado de Hesse, tudo será feito para esclarecer o que aconteceu e impedir que algo semelhante se repita.

"Vamos encontrar-nos hoje com os ministros do Interior de todos os estados federados", referiu.

A ministra alemã da Justiça, Chistine Lambrecht, também adiantou que "tudo aponta para um ato terrorista de extrema-direita" e que as investigações vão continuar a analisar se o autor dos atentados tinha pessoas a apoiá-lo.

Em conferência de imprensa, Lambrecht lembrou ainda que, nos últimos meses, houve vários atos violentos protagonizados pela extrema-direita.

Além de Lambrecht e Seehofer, estavam também presentes na conferência o primeiro-ministro de Hesse, Volker Bouffier, e o presidente da câmara municipal de Hanau, Clauis Kaminsky.

Volker Bouffier expressou a sua solidariedade com as famílias das vítimas, garantindo que "a cidade e o estado federado estão juntos" e "farão tudo para enfrentar o racismo".

"Morreram inocentes", sublinhou Bouffier, agradecendo a solidariedade internacional recebida após o evento.

Também o presidente da câmara lamentou os acontecimentos, admitindo que "as últimas horas, desde as 22:00 de ontem [quarta-feira] foram dos tempos mais tristes que a cidade viveu em tempos de paz".

Os tiroteios ocorreram em dois bares de fumadores de cachimbo de água (shisha), o primeiro no centro de Hanau -- a cerca de 20 quilómetros de Frankfurt -, e o outro numa zona próxima da cidade.

O suspeito fugiu, mas foi encontrado, na mesma noite, morto na sua casa, ao lado do corpo da sua mãe, de 72 anos, segundo o ministro do interior do estado de Hesse, Peter Beuth.

Tanto o suspeito como a mãe tinham ferimentos de balas e a arma estava com o atirador.

A Procuradoria Federal alemã disse hoje que as investigações tiveram "motivação xenófoba".

A fonte ligada às investigações indicou que o ataque em cafés frequentado por cidadãos do Médio Oriente pode ter sido levado a cabo por um extremista de direita com "motivações xenófobas".

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório