Meteorologia

  • 09 ABRIL 2020
Tempo
18º
MIN 14º MÁX 18º

Edição

Covid-19: Só atletas de elite podem participar na Maratona de Tóquio

Os organizadores da Maratona de Tóquio decidiram permitir apenas autorizar a participação de atletas de elite por temerem a disseminação do novo coronavírus no Japão, onde o número de casos é grande.

Covid-19: Só atletas de elite podem participar na Maratona de Tóquio

A maratona de Tóquio, marcada para o dia 1 de março, tem cerca de 38.000 participantes inscritos, mas após esta decisão apenas pouco mais de 200 atletas profissionais do mais alto nível podem participar no evento, de acordo com a imprensa local de hoje.

Um porta-voz do governo de Tóquio confirmou à agência de notícias espanhola Efe que a organização está a considerar a medida "porque devem ser tomadas o mais rápido possível" por razões logísticas, sem confirmar ou negar as informações.

Por outro lado, a organização confirmou que está a planear fazer uma declaração oficial nas próximas horas.

A decisão ocorre alguns dias depois de o governo da capital ter pedido aos atletas chineses para não participarem na corrida como medida para conter a propagação do vírus.

A Maratona de Tóquio é um evento de qualificação para os Jogos Olímpicos, que decorrerá na cidade em julho e vários atletas japoneses procuram ocupar um dos lugares disponíveis, incluindo Suguru Osako e Yuta Shitara.

Menos de seis meses após o início do evento olímpico, o surto de coronavírus COVID-19, com foco na cidade chinesa de Wuhan, já afetou vários eventos desportivos, embora o Comité Olímpico Internacional (COI) e a organização Tokyo 2020 terem reiterado que não foi considerado o cancelamento dos Jogos.

O coronavírus Covid-19 provocou já 1.669 mortos e infetou cerca de 69.200 pessoas a nível mundial.

A maioria dos casos ocorreu na China, onde a epidemia foi detetada no final do ano.

Além de 1.665 mortos na China continental, há a registar um morto na região chinesa de Hong Kong, um nas Filipinas, um no Japão e um em França.

As autoridades chinesas isolaram várias cidades da província de Hubei, no centro do país, para tentar controlar a epidemia, medida que abrange cerca de 60 milhões de pessoas.

Segundo o Centro Europeu de Prevenção e Controlo das Doenças (ECDC), há 45 casos confirmados na União Europeia e no Reino Unido.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório