Meteorologia

  • 06 ABRIL 2020
Tempo
17º
MIN 13º MÁX 18º

Edição

Países dos Balcãs Ocidentais preparam cimeira de alargamento

O presidente do Conselho Europeu, Charles Michel, recebeu hoje os líderes dos seis países dos Balcãs Ocidentais que são candidatos à adesão à União Europeia (UE), para preparar cimeira sobre alargamento.

Países dos Balcãs Ocidentais preparam cimeira de alargamento

Durante um jantar de trabalho para preparar a cimeira de Zagreb, em 17 de maio próximo, os líderes políticos dos Balcãs Ocidentais puderam ainda discutir a questão do alargamento com a presidente da Comissão Europeia, Ursula Von der Leyen, o chefe da diplomacia da UE, Josep Borrell, e o primeiro-ministro croata, Andrej Plenkovi, cujo país ocupa a presidência semestral da comunidade.

"Espero uma discussão franca, intensa e aberta", disse Charles Michel, antes de receber em Bruxelas os convidados dos seis países: Macedónia do Norte, Sérvia, Kosovo, Albânia, Montenegro e Bósnia.

"Discutiremos como aprofundar a nossa parceria com esses países, como consolidar as suas perspetivas europeias e como executar as reformas", explicou o presidente do Conselho Europeu.

O encontro teve como propósito preparar o terreno para a cimeira de Zagreb, procurando auscultar as expectativas dos países dos Balcãs Ocidentais.

As negociações vão centrar-se no novo, e mais rigoroso, processo de adesão, que foi solicitado pela França.

A Comissão Europeia apresentou uma proposta nesse sentido, mas que ainda precisa de ser discutida e aprovada por unanimidade pelos Estados membros.

"Todos tivemos dificuldades para aterrar Bruxelas (numa referência ao mau tempo que se fez sentir no aeroporto), o que é uma espécie de aviso de que aterrar (na UE) não será fácil", disse o primeiro-ministro albanês, Edi Rama.

"Estamos muito, muito interessados em discutir a nova metodologia" para o processo de adesão, acrescentou o líder do Governo da Albânia.

Também o ministro dos Negócios Estrangeiros da Macedónia do Norte, Nicola Dimitrov, usou a analogia da chegada ao aeroporto, para dizer que "depois de três tentativas (de aterragem) esperamos conseguir à quarta", referindo-se aos esforços prévios de adesão.

Os seis países depositam esperança em que na cimeira de Zagreb o novo mecanismo de adesão já esteja aprovado e que o acordo abra negociações como a Macedónia do Norte e a Albânia, depois de já terem sido iniciadas com o Montenegro (2012) e com a Sérvia (2014).

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório