Meteorologia

  • 28 OUTUBRO 2020
Tempo
17º
MIN 14º MÁX 20º

Edição

NATO reforça missão de treino no Iraque após pedido dos Estados Unidos

Os ministros da Defesa da NATO formalizaram hoje um acordo de princípio para reforçar a sua missão de treino das forças de segurança iraquianas com as tropas envolvidas na coligação internacional contra o grupo 'jihadista' Estado Islâmico (EI).

NATO reforça missão de treino no Iraque após pedido dos Estados Unidos
Notícias ao Minuto

19:22 - 12/02/20 por Lusa

Mundo NATO

"A NATO reforça a luta contra o terrorismo internacional. Os ministros da Defesa aliados concordaram em princípio no reforço da missão de treino da NATO no Iraque, em estreita cooperação e coordenação com o Governo iraquiano", indicou em conferência de imprensa secretário-geral da NATO, Jens Stoltenberg, no final do primeiro dia da reunião ministerial.

Os ministros abordaram hoje o pedido do Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, sobre um maior envolvimento da NATO no Médio Oriente, e a decisão aprovada vai ao encontro das intenções de Washington.

Stoltenberg indicou que "em primeiro lugar" vão ser colocadas sob comando da NATO algumas atividades de formação no âmbito da coligação internacional liderada pelos Estados Unidos, sob mandato da ONU, que combate o EI.

"O nosso objetivo consiste em aumentar a capacidade das forças armadas iraquianas de forma a que já não necessitem do nosso apoio", acrescentou o ex-primeiro-ministro social-democrata norueguês.

O aumento da tensão na região, motivada pelo assassínio no início de janeiro, pelos Estados Unidos, do general iraniano Qasem Soleimani no aeroporto de Bagdad, e uma votação no parlamento de Bagdad que exigiu a retirada das tropas norte-americanas do país, implicou a suspensão pela NATO das atividades da sua missão de formação, mas não o seu cancelamento.

"Estamos aqui a convite do Governo do Iraque" e "permaneceremos no Iraque enquanto formos bem-vindos, porque respeitamos a soberania e integridade territorial", disse ainda Stoltenberg.

"Tudo o que fizermos será em estreita coordenação e consulta com o Governo iraquiano", enfatizou, antes de confirmar a sua presença numa reunião na sexta-feira no âmbito da Conferência de Segurança de Munique.

Na terça-feira, a embaixadora dos EUA na NATO, Kay Bailey Hutchison, tinha já considerado satisfatória a transferência de instrutores da coligação contra o EI para a missão de formação da NATO no Iraque "por de facto se estarem a sobrepor".

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório