Meteorologia

  • 27 FEVEREIRO 2020
Tempo
10º
MIN 8º MÁX 19º

Edição

Perdeu couro cabeludo em acidente. Agora tem 10 cirurgias pela frente

A jovem brasileira perdeu o cabelo enquanto andava de kart. Agora, este ano, ainda terá mais 10 cirurgias pela frente, entre as quais poderá estar um transplante.

Perdeu couro cabeludo em acidente. Agora tem 10 cirurgias pela frente

Débora Dantas de Oliveira sofreu um acidente de kart e perder o couro cabeludo. Desde então, tem passado por diversos tratamentos e os médicos anteveem que terá de realizar mais dez cirurgias este ano.

A jovem brasileira, dá conta o G1, regressou ao bloco operatório esta sexta-feira para ser submetida a uma sessão de laser. O objetivo é amenizar as cicatrizes que tem nas coxas, onde os médicos tiveram de recorrer para retirar pele para cobrir os ferimentos da cabeça.

Esta é, porém, apenas uma das muitas cirurgias que Débora ainda tem pela frente. Ao meio de comunicação brasileiro, o cirurgião Alex Fioravante explicou que a jovem terá de passar por 10 procedimentos este ano, onde se inclui um transplante de pêlo na região das sobrancelhas.

O médico aproveitou para enaltecer a recuperação da jovem, que tem sido "fantástica. A autoestima é surpreendente. Isso ajuda muito a esta evolução".

A jovem tinha sido inicialmente submetida a um reimplante do couro cabeludo, mas em agosto  começou a ter problemas, nomeadamente coágulos nas veias e nas artérias, e o procedimento teve de ser revertido. O desejo de Débora de voltar a ter cabelo, desta vez através de um transplante, não passou. De acordo com o médico, essa possibilidade está a ser analisada, mas há receio de que a região pubiana e das axilas (onde há pêlo para ser transplantado) não seja suficiente para preencher toda a cabeça.

O procedimento desta sexta-feira não foi no entanto o único a que Débora foi submetida esta semana. Na terça-feira, a brasileira fez a uma lipoenxertia - técnica de cirurgia plástica que recorre a gordura do abdómen para fazer retoques noutras partes do corpo, neste caso na cabeça. O objetivo desta cirurgia é melhorar a qualidade da pele e preparar a área para um possível transplante capilar.

Entre cirurgias, Débora continua a estudar e mantém o desejo de se tornar médica. “O organismo cansa, então tu precisas de estar forte e segurar-te bem. É muito importante sentir-se bem e com esperança. Sempre penso que tudo isto vai acabar e que vou ter uma vida mais tranquila. Pode demorar, mas vai chegar”, afirmou. 

O acidente aconteceu no dia 11 de agosto de 2019, quando Débora andava de kart com o namorado, no Recife. Na altura, os seus longos cabelos, que davam pela cintura, soltaram-se do capacete e ficaram presos no motor. Consequentemente, a pele foi arrancada desde a altura dos olhos até à nuca. Os médicos realizaram um reimplante de 80% do couro cabeludo, mas a cirurgia não funcionou.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório