Meteorologia

  • 05 DEZEMBRO 2020
Tempo
10º
MIN 5º MÁX 13º

Edição

Casal expulso de avião por causa do nome que deu à rede Wi-Fi

Voo sofreu um atraso de cinco horas por causa do nome dado a uma rede de internet móvel. Aconteceu no aeroporto de Detroit.

Casal expulso de avião por causa do nome que deu à rede Wi-Fi

Um casal foi expulso de um voo, no passado dia 15 de janeiro, depois de os tripulantes terem identificado uma rede de Wi-Fi com nome ameaçador.

Tratava-se de um voo da GoJet, a operar como ligação da companhia Delta, que ia partir de Detroit, nos Estados Unidos, com destino a Montreal, no Canadá, conforme explica o Detroit Free Press.

A tripulação deu conta de uma rede de internet com o nome "detonador remoto", que não tinha sido desligada, como é regra antes de descolar.

A polícia entrou no avião e acompanhou à saída o homem de 42 anos e a mulher de 31, naturais do Quebec. Ambos foram libertados pouco depois, estando pendente uma investigação.

O avião descolou com atraso de cinco horas por causa do incidente.

"Eu, primeiro, pensei que tinha alguém mesmo perigoso na parte de trás do avião porque o piloto avisou que havia um problema lá atrás", disse um dos passageiros à mesma publicação. "Foi um pouco stressante mas acho que eles fizeram um bom trabalho ao lidar com a situação", acrescentou, referindo-se às autoridades e à tripulação.

Esta já não é a primeira vez que os nomes dados às redes Wi-Fi levantam problemas em voos. Em 2016, mais de quatro dezenas de passageiros foram obrigados a sair de um avião antes de descolar, na Austrália, por causa de uma rede chamada "Aparelho Móvel de Detonação".

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório