Meteorologia

  • 27 FEVEREIRO 2020
Tempo
13º
MIN 9º MÁX 19º

Edição

Comité de Emergência da OMS reúne-se hoje sobre o surto de coronavírus

A Organização Mundial de Saúde (OMS) reúne hoje na Suíça o seu comité de emergência para avaliar se o surto de coronavírus com origem na China constitui uma emergência de saúde pública internacional.

Comité de Emergência da OMS reúne-se hoje sobre o surto de coronavírus

A reunião, convocada pelo diretor-geral da OMS, Tedros Adhanom Ghebreyesus, foi agendada depois de conhecido um aumento significativo - para mais de 200, incluindo três mortes - de casos de infeção respiratória, denominada pneumonia viral, provocada por um novo coronavírus detetado na cidade chinesa de Wuhan.

O mesmo coronavírus foi detetado nas cidades chinesas de Pequim e de Shenzhen, em três pessoas que tinham estado recentemente em Wuhan, mas também na Tailândia, no Japão e na Coreia do Sul.

A ansiedade em torno da doença aumentou depois de um especialista do Governo chinês, Zhong Nanshan, ter anunciado que o novo coronavírus é transmissível entre seres humanos.

O vírus foi inicialmente detetado, no mês passado, em Wuhan, cidade do centro da China que é também um importante centro de transporte doméstico e internacional.

O surto surge numa altura em que milhões de chineses viajam, por ocasião do Ano Novo Lunar, a principal festa das famílias chinesas, equivalente ao natal nos países ocidentais. Segundo o ministério chinês dos Transportes, a China deve registar um total de três mil milhões de viagens internas durante os próximos 40 dias.

Esta semana foram diagnosticados novos casos em Pequim, Xangai e Shenzhen, que faz fronteira com Hong Kong. Todos estes pacientes visitaram Wuhan recentemente.

Fora da China, quatro casos de infeção com o novo coronavírus foram confirmados entre viajantes chineses na Coreia do Sul, Japão e Tailândia, todos também oriundos de Wuhan.

Os casos alimentaram receios sobre uma potencial epidemia, semelhante à da pneumonia atípica, ou Síndrome Respiratória Aguda Grave (SARS), que entre 2002 e 2003 matou 650 pessoas na China continental e em Hong Kong.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) estima que "a fonte primária mais provável" de transmissão é animal, tendo os primeiros casos surgido em pessoas que contactaram com um mercado de pescado na cidade chinesa de Wuhan.

Quinze funcionários hospitalares também apresentaram teste positivo para o vírus, anunciou a Comissão Municipal de Saúde de Wuhan.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório