Meteorologia

  • 27 FEVEREIRO 2020
Tempo
13º
MIN 9º MÁX 19º

Edição

Porco forçado a fazer bungee jump em parque de diversões na China

Objetivo era divulgar a nova atração do parque, mas rapidamente a empresa tornou-se alvo de acusações de crueldade animal.

Porco forçado a fazer bungee jump em parque de diversões na China

Um parque de diversões da cidade de Chongqing, na China, foi alvo de duras críticas depois de ter feito uma violenta campanha de marketing para divulgar a nova atração.

Para a abertura da estrutura de bungee jump, no passado sábado, dia 18 de janeiro, a empresa decidiu obrigar um porco, de 75 kg, a subir uma torre de 68 metros de altura para depois ser ‘atirado’, preso por um arnês, envergando uma capa azul.

Nos vídeos partilhados nas redes sociais é possível ver o animal a guinchar de dor quando é forçado a saltar da plataforma.

Com a partilha dos vídeos, muitos foram os internautas que criticaram a campanha e que exigiram que o parque de diversões fosse responsabilizado.

Até a organização não governamental PETA já condenou o incidente considerando que é a “crueldade animal no seu pior”

“Os porcos sentem dor e medo da mesma forma que nós. Este tipo de campanhas repugnantes devem ser ilegais”, disse Jason Baker, vice-presidente sénior de campanhas internacionais da Peta, em entrevista à BBC.

A empresa já pediu desculpas e garantiu que não vai voltar a repetir nada do género.

De acordo com a imprensa local, o porco foi, posteriormente, entregue a um matadouro.

A violência contra animais não é punível na China. O país está a ser cada vez mais criticado pela sua postura em relação ao bem-estar animal e indiferença com os direitos dos animais.

Alertamos que as imagens abaixo podem ferir a suscetibilidade dos leitores mais sensíveis.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório