Meteorologia

  • 20 JANEIRO 2020
Tempo
MIN 5º MÁX 11º

Edição

Irão: Khamenei dirige oração de 6ª feira em Teerão

O líder supremo do Irão, o ayatollah Ali Khamenei, dirigirá na sexta-feira a grande oração semanal muçulmana em Teerão, o que não acontecia há oito anos, indicou hoje a agência oficial iraniana Irna.

Irão: Khamenei dirige oração de 6ª  feira em Teerão
Notícias ao Minuto

16:32 - 15/01/20 por Lusa

Mundo Irão

O ayatollah Ali Khamenei é oficialmente o imã da oração de Teerão, mas delega habitualmente a sua tarefa noutros.

A última vez que Khamenei dirigiu a oração de sexta-feira na mesquita Mosalla foi a 3 de fevereiro de 2012, por ocasião do 33.º aniversário da Revolução Islâmica e em plena crise internacional sobre a questão do programa nuclear iraniano.

O Irão vive tempos agitados depois do seu principal general, Qassem Soleimani, ter sido morto pelos Estados Unidos no Iraque, no início do mês.

A República Islâmica retaliou, lançando mísseis contra bases com soldados norte-americanos no Iraque, após o que um míssil iraniano atingiu um avião comercial ucraniano que acabava de descolar do aeroporto de Teerão, matando os seus 176 ocupantes, a maioria iranianos e canadianos.

Depois das autoridades do Irão terem reconhecido no sábado a sua responsabilidade, evocando um "erro humano", centenas de iranianos saíram para as ruas, manifestando-se contra o sistema da República Islâmica.

Segundo a Amnistia Internacional, numerosos manifestantes em todo o Irão foram baleados no sábado e no domingo pelas forças de segurança, que utilizaram "balas de borracha (e) gás lacrimogéneo" para os dispersar e também violência física.

A organização de defesa dos direitos humanos com sede em Londres denunciou hoje o uso "ilegal da força" e uma repressão "violenta" de "concentrações pacíficas" no Irão.

Entretanto a França, Alemanha e Reino Unido acionaram na terça-feira um mecanismo de resolução de disputas para forçar o Irão a cumprir os compromissos assumidos no acordo nuclear assinado em 2015, num processo que será supervisionado pela União Europeia (UE).

O presidente iraniano, Hassan Rohani, disse hoje que os militares europeus no Médio Oriente "podem estar em perigo" devido às posições tomadas por aqueles três países da União Europeia.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório