Meteorologia

  • 26 MAIO 2020
Tempo
22º
MIN 18º MÁX 32º

Edição

Trump congratula-se com "ressurgimento" da Grécia

O Presidente norte-americano, Donald Trump, elogiou hoje o primeiro-ministro da Grécia durante um encontro na Casa Branca e sublinhou que os Estados Unidos estão orgulhosos com o "ressurgimento" protagonizado pelo Governo conservador do país balcânico.

Trump congratula-se com "ressurgimento" da Grécia

A Grécia foi submetida entre 2010 e 2018 a três programas de resgate pelos credores internacionais (União Europeia e Fundo Monetário Internacional), concluído há mais de um ano durante o anterior executivo dominado entre 2015 e 2019 pelo partido de esquerda Syriza, mas permanece sob apertada vigilância dos credores e comprometeu-se em aplicar estritos objetivos orçamentais para os próximos anos.

Trump e o primeiro-ministro grego, Kyriakos Mitsotakis, reuniram-se num momento em que se agravam as tensões no Mediterrâneo oriental.

Mitsotakis, graduado pela Universidade de Harvard, disse que o país "seguiu a receita" que delineou com os Estados Unidos, incluindo impostos baixos, com uma "reação positiva" da economia grega.

O governante grego afirmou que pediu o apoio de Trump para o investimento na Grécia de empresas norte-americanas, quando o seu programa eleitoral para as legislativas de julho de 2019 -- onde a Nova Democracia (ND, direita) obteve maioria absoluta no parlamento -- previa mais investimento estrangeiro, redução de impostos e modernização da administração pública.

Responsáveis da administração Trump citados pela agência noticiosa Associated Press consideraram que a Grécia está a deixar de constituir "uma fonte de problemas" para se tornar numa "fonte de soluções e estabilidade".

Assinalaram ainda que a Grécia assinou recentemente com Israel e Chipre um acordo para a construção de um gasoduto submarino destinado a transportar gás das jazidas existentes no sudeste do Mediterrâneo para a Europa continental.

A corrida às importantes jazidas energéticas no Mediterrâneo oriental originou novas tensões entre a Grécia e Chipre, por um lado, e a historicamente rival Turquia.

A administração da Casa Branca tem manifestado apoio às pretensões da Grécia em tornar-se num polo regional decisivo em termos energéticos, e considerado que o acesso aos recursos energéticos é decisivo para o desenvolvimento económico e a estabilidade da região.

Trump também referiu que o encontro de hoje abordou assuntos comerciais e questões militares, num momento em que a crise no Médio Oriente regista um súbito e imprevisível agravamento após o ataque dos EUA de sexta-feira em Bagdad que assassinou o general Qassem Soleimani, comandante da força de elite iraniana Al-Quds.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório