Meteorologia

  • 23 MAIO 2022
Tempo
17º
MIN 15º MÁX 22º

Homem atingiu leão-marinho com uma lança para proteger a mulher

Os leões-marinhos da Nova Zelândia são uma das espécies mais raras no mundo e a lei local prevê multas elevadas ou até mesmo penas de prisão para quem matar um leão marinho.

Homem atingiu leão-marinho com uma lança para proteger a mulher
Notícias ao Minuto

09:23 - 30/12/19 por Fábio Nunes

Mundo Nova Zelândia

Um homem disse que atingiu um leão-marinho com uma lança de pesca para proteger a esposa na costa neozelandesa, segundo a CNN. Os leões-marinhos da Nova Zelândia são uma espécie rara e ameaçada. O incidente aconteceu quando Matt Kraemer e a sua esposa Jo estavam a mergulhar para apanhar uma espécie de haliote.

Numa publicação no Facebook, Matt Kraemer explicou que no decurso do mergulho encontraram um leão-marinho com mais de dois metros e “particularmente agressivo” e com “dentes do tamanho de um leão”. “Saiu da água e ameaçou atacar-nos na praia. Tive de atingi-lo com a lança para defender a minha companheira de mergulho que estava aterrorizada (…) Vai sobreviver”, frisou.

Kraemer referiu ainda que picou o leão-marinho com a lança de pesca várias vezes, mas que foi necessário atingi-lo de uma forma mais profunda. Ainda assim salienta que a ferida no leão-marinho era de cerca de oito milímetros.

Um dos responsáveis do Departamento de Conservação da Nova Zelândia, Jim Fyfe, afirmou que os seres humanos e os leões-marinhos tendem a interpretar os seus comportamentos de formas diferentes, o que pode originar “mal-entendidos”.

“Há um risco de impormos os nossos preconceitos e medos quando eles não são realmente justificados. Os leões-marinhos precisam de espaço… eles não estão a tentar atacar humanos, mas querem proteger o seu espaço”, realçou.

Estima-se que nesta altura existam apenas 12 mil leões-marinhos da Nova Zelândia. A lei local prevê que quem matar um leão-marinho pode enfrentar uma multa que pode chegar aos 250 mil dólares neozelandeses (cerca de 156 mil euros) ou uma pena de dois anos de prisão.

Notícias ao Minuto nomeado para os Prémios Marketeer

O Notícias ao Minuto é um dos nomeados da edição de 2022 dos Prémios Marketeer, na categoria de Digital Media. As votações decorrem até ao próximo dia 31 de maio.

Para nos ajudar a vencer, basta aceder ao site da iniciativa organizada pela revista Marketeer, clicando aqui, e proceder ao preenchimento do formulário, selecionando Notícias ao Minuto na categoria de Digital Media e formalizando depois a votação. Obrigada pela sua preferência!

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Sexto ano consecutivo Escolha do Consumidor e Prémio Cinco Estrelas para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download

;
Campo obrigatório