Meteorologia

  • 07 ABRIL 2020
Tempo
14º
MIN 14º MÁX 20º

Edição

Espanha. Mãe terá matado filhas antes de se atirar para frente de camião

A mulher acabou por morrer também, depois de ser atropelada pelo camião. A tragédia aconteceu em Girona, Espanha.

Espanha. Mãe terá matado filhas antes de se atirar para frente de camião

Os Mossos d'Esquadra estão a investigar um caso que está a chocar a vizinha Espanha. Uma mãe é suspeita de ter matado duas filhas menores momentos antes de se colocar em frente a um camião numa autoestrada e de ter sido atropelada. A mulher acabou também por morrer.

Depois do alegado crime, a mulher terá entrado no seu carro, circulado até à auto-estrada AP-7 e estacionado na berma. De acordo com as autoridades, citadas pelo El País, a espanhola terá saído do carro para se atirar para a frente de um camião que circulava a alta velocidade. A mulher acabaria por morrer cinco horas depois, no hospital Josep Trueta em Girona.

Foi o pai que descobriu os cadáveres das filhas, de cinco e seis anos, que evidenciavam sinais de violência. Perante o cenário, o homem necessitou de receber apoio psicológico por parte das equipas de emergência.

A imprensa espanhola relata que o homem chegou a casa, depois de um dia de trabalho, para encontrar um cenário de horror. De imediato, o progenitor entrou em contacto com a linha de emergência médica e, depois, percebeu que a mulher não estava em casa, nem o seu carro.

Os técnicos de emergência médica começaram, entretanto, a receber também chamadas que davam conta de uma mulher, que conduzia um Mercedes branco, e que tinha saído do carro, em plena autoestrada, com as roupas ensanguentadas para se lançar na frente de um camião. As forças de segurança foram mobilizadas para o local e o veículo foi apreendido para ser submetido a exames periciais.

O vice-inspetor do Departamento de Investigação Criminal da polícia espanhola, Carles Martínez, acredita que estamos perante um "homicídio", referindo-se à morte das meninas, cujos corpos foram encaminhados para autópsia. Mas o caso permanece sob a alçada da polícia em investigação. 

A família, de nacionalidade espanhola, vivia na região de Salitja, Girona, desde 2014. A menina mais velha tinha começado a frequentar a escola há cerca de um ano. Mas, de acordo com fontes municipais, atualmente era a mãe que ensinava as filhas em casa.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório