Meteorologia

  • 17 ABRIL 2021
Tempo
13º
MIN 13º MÁX 23º

Edição

Ataque do Estado Islâmico na Nigéria matou 14 milícias e um polícia

Catorze membros das milícias civis anti-'jihadistas' e um polícia morreram na quinta-feira na sequência de um ataque do grupo Estado Islâmico na África Ocidental (ISWAP), no nordeste da Nigéria, segundo um líder desses grupos de autodefesa.

Ataque do Estado Islâmico na Nigéria matou 14 milícias e um polícia

Transportados em várias camionetas equipadas com metralhadoras, os 'jihadistas' da ISWAP -- uma fação do grupo 'jihadista' nigeriano Boko Haram afiliado do Estado Islâmico (EI) - invadiram um posto de segurança dirigido por uma milícia civil na aldeia de Mamuri, no estado de Borno, causando longos confrontos.

"Perdemos 14 homens e um polícia nestes confrontos com os terroristas do ISWAP", declarou hoje um chefe das milícias de autodefesa, Babakura Colo, referindo que o ataque se deu às 20:00 (19:00 em Lisboa) e prolongou-se durante um longo tempo.

"Os nossos homens ficaram sem munições, o que deu vantagem aos rebeldes", adiantou.

Num comunicado divulgado hoje, o ISWAP reivindicou a autoria do ataque, afirmando que os seus combatentes mataram 15 "membros das milícias do Governo pró-nigeriano" e capturaram dois veículos todo-o-terreno, armas e munições.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Quinto ano consecutivo Escolha do Consumidor para Imprensa Online.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório