Meteorologia

  • 28 JANEIRO 2020
Tempo
14º
MIN 13º MÁX 17º

Edição

Casal que comprou banana na parede diz sentir que se tornará peça icónica

A peça custou 120 mil dólares (108 mil euros).

Casal que comprou banana na parede diz sentir que se tornará peça icónica

Um casal de Miami, nos Estados Unidos, que comprou a obra de arte tornada fenómeno da banana colada com fita-cola na parede de uma galeria de arte diz reconhecer o absurdo da peça, mas Billy e Beatrice Cox confessam acreditar que se poderá tornar uma peça icónica e que planeiam oferecê-la a um museu.

Em comunicado, citado pela Associated Press, o casal admite ter gastado mais de 100 mil dólares (89 mil euros) no que consideram ser o "unicórnio da arte mundial" depois de terem visto "o debate público sobre a arte e a sociedade".

A polémica instalação de arte, da autoria do artista italiano Maurizio Cattelan, estava em exibição na 18.ª edição da Art Basel de Miami Beach, na Flórida, e as três edições da peça foram vendidas por valores entre os 120 mil dólares (108 mil euros) e os 150 mil dólares (134 mil euros).

"Estamos perfeitamente cientes do absurdo flagrante do facto de que 'Comediante' é uma peça de produto barata e perecível, com uns centímetros de fita adesiva", disseram. "Mas em última análise, sentimos que a banana de Cattelan se tornará um objeto histórico icónico".

Billy e Beatrice querem emprestar e por fim oferecer a obra a uma instituição de arte como forma de fomentar a ida a museus de novas gerações. Planeiam também deitar fora a banana quando for apropriado. "Sim... a banana em si vai ter de ser substituída", garantiram.

Os donos da obra de arte consideram que a banana se pode comparar ao trabalho icónico de Andy Warhol das latas de sopa Campbell, que inicialmente foram recebidas com troça.

No passado sábado, o artista performativo David Datuna entrou no local e, enquanto era filmado por dezenas de pessoas, comeu a banana. O homem foi retirado do local por seguranças e levado para um local resguardado, onde foi questionado pela polícia. Foi libertado mas poderá vir a ser alvo de um processo, conforme noticiaram os meios de comunicação norte-americanos.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório