Meteorologia

  • 22 JANEIRO 2020
Tempo
MIN 7º MÁX 13º

Edição

Prodígio belga que se ia licenciar aos 9 anos desistiu dos estudos

Universidade de Tecnologia de Eindhoven queria alargar o fim da licenciatura à criança e os pais não concordaram.

Prodígio belga que se ia licenciar aos 9 anos desistiu dos estudos

O pequeno prodígio belga que iria ser um dos mais novos licenciados de sempre desistiu do curso, na sequência de uma disputa com a universidade.

Laurent Simons, de 9 anos de idade, iria terminar este mês de dezembro uma licenciatura em engenharia eletrónica na Universidade de Tecnologia de Eindhoven, na Holanda. Agora, uma disputa entre os pais e a insituição de ensino fez com que a criança desistisse antes de se licenciar.

De acordo com a CNN, a Universidade de Tecnologia de Eindhoven recomendou à família de Laurent que este terminasse os estudos em meados de 2020, ao invés de o fazer este mês, por causa do número de exames que teria que fazer. "E mesmo assim, isto seria, de qualquer forma, um calendário fenomenalmente rápido", indicou a instituição de ensino à mesma publicação.

Porém, de acordo com a universidade, o pai de Laurent, Alexander Simons, "repetiu o seu desejo expresso de que filho obtivesse o grau de licenciado com a idade de nove anos". Isto significaria que a criança teria que fazer em 10 meses um curso que, normalmente, leva três anos a fazer.

Notícias ao MinutoLaurent com a mãe, Lydia, e o pai, Alexander© Getty Images

Alexander Simons, por seu turno, defende à CNN que a universidade nunca tinha levantado problemas com aquele calendário, que já tinha sido definido de antemão. Assim sendo, indicou, Laurent optou por desistir porque lhe foi oferecida a oportunidade de fazer um doutoramento numa universidade nos Estados Unidos e não poderia continuar na Holanda.

"Não se sabe se ele volta a ter esta oportunidade", indicou o pai, explicando que foi necessário fazer esta escolha, algo que o belga acredita ter sido a razão para o descontentamento da universidade holandesa.

A versão de Laurent - que antes havia indicado ter como sonho desenvolver órgãos artificiais - não se conhece.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório