Meteorologia

  • 29 JANEIRO 2020
Tempo
14º
MIN 13º MÁX 16º

Edição

Governo francês apresenta hoje plano para a reforma do sistema de pensões

O primeiro-ministro francês apresenta hoje ao país o plano de reforma das pensões, em que procura atender a algumas preocupações das principais classes profissionais afetadas e que estão em greve desde quinta-feira.

Governo francês apresenta hoje plano para a reforma do sistema de pensões
Notícias ao Minuto

06:39 - 11/12/19 por Lusa

Mundo França

Terça-feira à tarde, na Assembleia Nacional, Edouard Philippe antecipou que não fará nenhum "anúncio mágico".

"Não é porque vou fazer um discurso que as manifestações vão acabar. Este discurso pode até suscitar novas questões. E é normal. Haverá perguntas e novos debates", disse o primeiro-ministro.

Enquanto o governante se exprimia no hemiciclo, uma nova manifestação contra a unificação do sistema de pensões atravessava as ruas de Paris marcando o sexto dia consecutivo de greve. Entre os principais setores afetados por esta greve ilimitada estão os transportes, mas também as escolas e outros serviços públicos.

Se alguns sindicatos só aceitam parar a mobilização caso o Governo abandone completamente a instituição de um sistema universal através de pontos, há alguns tópicos que podem melhorar o estado das negociações.

Edouard Philippe pode retardar a entrada em vigor desta reforma, que está prevista para 2025, tentar acomodar melhor os regimes especiais - de que usufruem muitos trabalhadores dos transportes - e ainda compensar alguns funcionários públicos como professores e enfermeiros que sairão prejudicados com as mudanças propostas.

Outro ponto de discórdia tem sido a inexistência de simuladores confiáveis para que as diferentes classes profissionais possam perceber quanto vão receber de pensão.

Estes instrumentos já foram prometidos pelo Governo e deverão estar disponíveis após o discurso do primeiro-ministro.

Entretanto, duas novas manifestações já foram convocadas pelos sindicatos para os próximos dias 12 e 17 de dezembro, assim como a continuação da greve nos transportes, nomeadamente nos transportes públicos nas principais cidades e nos comboios de longo curso.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório