Meteorologia

  • 29 MARçO 2020
Tempo
10º
MIN 9º MÁX 19º

Edição

UE falhou na proteção contra poluição química, diz rede europeia

A União Europeia (UE) falhou na proteção dos trabalhadores, consumidores e meio ambiente em relação a uma "série e crescente" poluição química, alertaram hoje diversas associações europeias.

UE falhou na proteção contra poluição química, diz rede europeia
Notícias ao Minuto

18:02 - 09/12/19 por Lusa

Mundo Ambiente

O alerta partiu de grandes grupos de consumidores, ecologistas e sindicatos e foi divulgado pelo Gabinete Europeu do Ambiente (European Environmental Bureau, EEB), uma rede europeia de cerca de 150 organizações não-governamentais de ambiente, de mais de 30 países.

A dois dias de a UE anunciar uma série de políticas ambientais, o "Pacto Verde Europeu", as organizações alertam que os produtos químicos tóxicos criados pela humanidade estão ligados ao aumento de problemas de saúde e de infertilidade, e mais problemas ambientais, incluindo o colapso das populações de insetos, aves e mamíferos aquáticos.

Já na semana passada a Agência Europeia do Ambiente (AEA)tinha alertado que a UE deixou agravar o estado do ambiente desde 2015 e vai falhar a grande maioria das metas para 2020.

O documento então divulgado diz no essencial que as tendências globais da Europa não melhoraram desde o último relatório da AEA sobre o Estado do Ambiente, em 2015, e que a perda de biodiversidade acontece a um "ritmo alarmante".

Os grupos da sociedade civil citados no comunicado de hoje do EEB pediram à Comissão Europeia para que reforce as leis sobre segurança química.

De acordo com o comunicado, o EEB teme que na quarta-feira a presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, não assuma um compromisso público com uma meta de "poluição zero" e com uma estratégia ambiental não tóxica "há muito esperada".

A EEB diz no comunicado que teve acesso a uma versão preliminar de dois projetos do "Pacto Verde" que vai ser anunciado na quarta-feira e divulga partes do que considera serem semelhanças com declarações da indústria química europeia.

Jeremy Wates, secretário-geral do EEB, disse, citado no comunicado que "o maior anúncio sobre política ambiental em anos não deve ser uma cópia da lista de desejos de uma indústria que está a causar tanto mal à saúde humana e ao meio ambiente".

Ministros do Ambiente da Áustria, Bélgica, Dinamarca, França, Luxemburgo, Holanda, Noruega, Suécia e Espanha escreveram à Comissão Europeia na semana passada, exigindo uma estratégia ambiental não tóxica até 2020, diz o EEB.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório