Meteorologia

  • 21 JANEIRO 2020
Tempo
MIN 7º MÁX 14º

Edição

Greta diz que mundo está a despertar "lentamente" para crise climática

A ativista sueca Greta Thunberg destacou hoje o êxito da manifestação de sexta-feira em Madrid contra as alterações climáticas, que juntou meio milhão de pessoas, defendendo que o mundo está a despertar "lentamente" para a crise climática.

Greta diz que mundo está a despertar "lentamente" para crise climática
Notícias ao Minuto

14:57 - 07/12/19 por Lusa

Mundo COP25

Indicando que "500.000 pessoas marcharam em Madrid à noite", a jovem ativista considerou que "este é o início da mudança", numa publicação na sua conta da rede social Twitter.

Após uma curta visita a Lisboa, onde desembarcou na terça-feira, após atravessar o Atlântico em catamarã, Greta Thunberg chegou à capital espanhola na sexta-feira, para participar na Marcha pelo Clima, que se realizou à margem da cimeira do clima da Organização das Nações Unidas (COP25) da Convenção-Quadro das Nações Unidas sobre Alterações Climáticas.

A cimeira começou na segunda-feira e decorre até 13 de dezembro na capital espanhola.

Para a ativista sueca, "o mundo está a despertar lentamente para a crise climática e ambiental" e "em breve as pessoas que detêm o poder não poderão mais ignorar a ciência".

Greta Thunberg, de 16 anos, participou na sexta-feira à noite na denominada Marcha pelo Clima, convocada pelas plataformas Fridays For Future, Alianza por el Clima, Alianza por la Emergencia Climática y 2020 Rebelión por el Clima, entre outras organizações.

A ativista sueca chegou a Madrid após uma viagem de 10 horas a bordo do Lusitânia Comboio Hotel, o comboio noturno que liga Lisboa à capital espanhola.

Viajaram no comboio cerca de 30 jornalistas, fotógrafos e operadores de câmara de vários países.

O interesse mediático em Lisboa já tinha sido grande e vai continuar a ser em Madrid, onde a ativista tem agendada a participação numa série de eventos.

A ativista rejeita viajar de avião devido às emissões de gases poluentes associados e, depois de afastar a possibilidade de se deslocar num veículo elétrico e receber ofertas inéditas, como a de cobrir os 625 quilómetros que separam as capitais ibéricas por burro, decidiu-se pelo comboio, apesar de a linha não estar eletrificada na totalidade do seu percurso.

Além da participação na Marcha pelo Clima, a agenda da ativista inclui a sua participação, na segunda-feira, no evento "Crianças e jovens perante as Alterações Climáticas", acompanhada da ministra da Educação espanhola, Isabel Celaá, da alta comissária das Nações Unidas para os Direitos Humanos, Michelle Bachelet, e da diretora executiva da Unicef, Henrietta H. Fore.

Todos estes eventos são realizados à margem da Cimeira das Nações Unidas sobre as Alterações Climáticas, conhecida como COP25 e que foi transferida de urgência, em 01 de novembro, para Madrid, depois de o Chile ter anunciado que renunciava à sua organização, devido à contestação social sem precedentes no país.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório