Meteorologia

  • 10 DEZEMBRO 2019
Tempo
10º
MIN 6º MÁX 15º

Edição

Fundador de ONG morre em ataque no Afeganistão

O fundador da organização humanitária Peshawar-kai PMS (Serviço Médico Japonês da Paz), Tetsu Nakamura, morreu hoje com mais outras cinco pessoas num ataque contra o comboio em que viajavam na província de Nangarhar, no leste do Afeganistão.

Fundador de ONG morre em ataque no Afeganistão
Notícias ao Minuto

10:43 - 04/12/19 por Lusa

Mundo Tetsu Nakamura

O atentado contra os veículos da organização não-governamental, incluindo aquele onde viajava o médico japonês Tetsu Nakamura, ocorreu às 08:00, horário local (03:30 em Lisboa), na capital da província, Jalalabad, segundo o porta-voz do governador de Nangarhar, Attaullah Khogyanai.

O porta-voz referiu, numa mensagem publicada na sua conta no Twitter que o médico, "infelizmente", perdeu a vida devido aos ferimentos que sofreu, apesar de as autoridades afegãs terem tentado levá-lo para um hospital em Cabul.

Entre os mortos estão três seguranças e um condutor da organização, segundo Khogyanai, que disse desconhecer a identidade da outra vítima.

O porta-voz da polícia de Nangarhar, Sayed Khan, garantiu à EFE que iniciaram uma investigação sobre o ataque e fornecerão novos detalhes assim que as investigações forem concluídas.

"O Governo afegão condena veementemente o ataque hediondo e cobarde contra o melhor amigo do Afeganistão, o doutor Nakamura, que dedicou a sua vida a mudar a vida dos afegãos, trabalhando na gestão da água, nos reservatórios e melhorando a agricultura", publicou no Twitter o porta-voz do Palácio Presidencial, Sediq Sediqqi.

O porta-voz dos talibã, Zabihullah Mujahid, demarcou-se do atentado.

"O ataque ao chefe japonês da organização PMS não tem nada a ver com os 'mujahidin' do Emirado Islâmico (como se intitulam os talibãs). As organizações de caridade desfrutam de boas relações com o Emirado Islâmico e nenhuma delas é visada pelos 'mujahidin'", referiu Zabihullah Mujahid no Twitter.

Nakamura chegou ao Paquistão em 1984 para trabalhar num hospital na cidade de Peshawar, no norte do país, perto da fronteira com o Afeganistão.

Dois anos depois, começou a prestar assistência médica a refugiados afegãos e, em 1991, abriu a sua primeira clínica numa cidade remota de Nangarhar, de acordo com o 'site' da organização.

O médico japonês era amigo do Presidente afegão, Ashraf Ghani, que há algumas semanas atrás havia agradecido a Nakamura pelo trabalho e concedeu-lhe a cidadania afegã devido à sua importante na ajuda na gestão da água e no desenvolvimento agrícola no país asiático.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório