Meteorologia

  • 08 DEZEMBRO 2019
Tempo
17º
MIN 12º MÁX 17º

Edição

Labour propõe "reformas radicais" e novo acordo de Brexit

O líder do Partido Trabalhista britânico (Labour), Jeremy Corbyn, apresentou hoje o programa para as legislativas antecipadas de 12 de dezembro, que prevê "reformas radicais" dos direitos sociais e um novo acordo de saída da União Europeia.

Labour propõe "reformas radicais" e novo acordo de Brexit
Notícias ao Minuto

16:13 - 21/11/19 por Lusa

Mundo Brexit

Um novo acordo de 'Brexit', um referendo a esse novo acordo, uma "revolução industrial verde", nacionalizações, redução da semana laboral sem perda salarial, aumento do salário mínimo e quatro novos feriados estão entre as "propostas ambiciosas" do "manifesto de esperança" do principal partido da oposição no Reino Unido para uma "mudança radical de sociedade".

Entre as nacionalizações propostas estão os caminhos-de-ferro, a água, os correios e parte do gigante de telecomunicações BT, para permitir concretizar uma das mais espetaculares promessas do partido: banda larga gratuita para toda a gente.

Sobre o 'Brexit', questão chave das eleições de 12 de dezembro, Jeremy Corbyn promete negociar com Bruxelas um novo acordo de saída e submetê-lo ao voto dos britânicos nos seis meses seguintes, num referendo que incluirá também a possibilidade de permanecer na UE.

"Os britânicos devem ter a última palavra. O nosso governo vai respeitá-lo, seja qual for o resultado da votação", disse Corbyn aos militantes num discurso em Birmingham, centro de Inglaterra, sem dizer se fará campanha pelo novo acordo ou pela permanência na UE.

Sobre as medidas que designa como anti-austeridade e anti-desigualdades, o líder trabalhista disse serem "medidas populares que o sistema político bloqueia há uma geração".

Entre elas figura a redução do horário de trabalho semanal para 32 horas numa década sem perda salarial e o aumento do salário mínimo nacional para "pelo menos 10 libras (11,6 euros) por hora".

Em relação às empresas, Corbyn quer que os trabalhadores tenham uma maior representação nos conselhos de administração e também reduzir a diferença entre os salários mais altos e mais baixos.

O Labour está em segundo lugar nas sondagens, atrás do Partido Conservador (Tory) do primeiro-ministro Boris Johnson.

O organismo independente Institute for Fiscal Studies (IFS) avaliou em 55 mil milhões de libras (64 mil milhões de euros) anuais as despesas de investimento previstas pelo Labour, contra 20 mil milhões de libras anuais para as despesas previstas pelos Tories.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório