Meteorologia

  • 06 DEZEMBRO 2019
Tempo
14º
MIN 10º MÁX 17º

Edição

Media britânicos dividem-se sobre vencedor do debate e optam por empate

A comunicação social britânica está hoje dividida sobre quem "ganhou" o primeiro debate televisivo entre os dois principais candidatos a primeiro-ministro do Reino Unido, mas vários títulos consideram que houve um empate ou que a disputa foi estéril.

Media britânicos dividem-se sobre vencedor do debate e optam por empate

Uma sondagem apresentada pela estação televisiva Sky News, no final do debate entre o líder do Partido Conservador e primeiro-ministro, Boris Johnson, e o líder da oposição e do Partido Trabalhista, Jeremy Corbyn, apresenta Johnson como vencedor, mas por uma margem que dá mais peso a um empate: 51%.

De acordo com a sondagem realizada pela YouGov, um pouco mais metade dos telespetadores considerou que o primeiro-ministro esteve melhor que o seu opositor, mas, para a estação, "foi desconfortável ver os dois líderes".

A Sky, através do editor adjunto de Política, lembra que tanto Boris Johnson como Jeremy Corbyn provocaram gargalhadas do público, o que "foi doloroso ver", mas considera que o líder dos Trabalhistas pecou por se esquivar mais a dar resposta às perguntas.

Também a estação pública, BBC, considerou que houve uma espécie de empate entre os dois opositores, já que "nenhum deles conseguiu um momento de verdadeiro avanço" em relação ao outro.

Para a BBC, "o primeiro confronto frente-a-frente entre os dois líderes" não transformou o cenário das eleições do Reino Unido, agendadas para 12 de dezembro.

O jornal The Guardian também considera que os debates políticos se tornaram "estéreis e mesquinhos" desde 2016, mas avança com um vencedor, titulando: "Corbyn supera as expectativas no frente-a-frente com Johnson".

O líder Trabalhista também foi dado pelo jornal The Times como o vencedor da noite de terça-feira, tendo o editor de Política afirmado que Jeremy Corbyn "conseguiu acertar vários golpes" ao primeiro-ministro.

O jornal sublinha, no entanto, que o líder da oposição "se recusou repetidamente" a explicar que campanha adotaria se o Reino Unido avançasse para um novo referendo sobre a saída do país da União Europeia.

O Daily Mirror também deu o seu "ponto" ao responsável dos Trabalhistas, colocando em título do editorial que a "equipa de Corbyn deve estar mais feliz" do que a de Boris Johnson.

Também o Financial Times diz hoje que Jeremy Corbyn teve "um desempenho mais sólido", conseguindo "obter pontos sobre Boris Johnson", mas adianta que a vitória não foi aquilo que o líder do Partido Trabalhista precisava para ultrapassar o seu opositor nas eleições e titula "Boris Johnson sobrevive" ao debate.

Mais assertivo é o The Sun que refere claramente ter sido o primeiro-ministro a vencer o debate.

Boris Johnson "apostou alto e ganhou", afirma o jornal, destacando o facto de Jeremy Corbyn se ter "esquivado a várias perguntas".

O primeiro debate na televisão entre os dois principais candidatos a formar o novo Governo do Reino Unido foi transmitido na terça-feira à noite pela ITV, tendo os dois líderes respondido, durante uma hora, a perguntas da audiência composta por pessoas de diferentes sensibilidades sociais e políticas.

Os dois líderes foram confrontados com a falta de confiança dos britânicos nos políticos e debateram temas, como saúde, despesa pública ou as suspeitas do envolvimento do príncipe André com menores.

Um outro debate a dois está previsto para 6 de dezembro, mas nem Johnson nem Corbyn aceitaram ainda um convite para um debate a três com a liberal democrata, Jo Swinson, na Sky News, em 28 de novembro.

O Governo britânico apresentou, em dois meses, quatro propostas de eleições legislativas, tendo o parlamento aprovado, em 29 de outubro, a sua realização em 12 de dezembro próximo.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório