Meteorologia

  • 12 DEZEMBRO 2019
Tempo
15º
MIN 10º MÁX 16º

Edição

Matou grávida e tirou criança do útero, agora deu à luz ao próprio filho

A jovem de 25 anos está detida, acusada do crime de homicídio.

Matou grávida e tirou criança do útero, agora deu à luz ao próprio filho

Uma mulher que está acusada matar uma jovem grávida, de Chicago, e de lhe retirar o filho do útero, deu à luz ao seu próprio filho este mês.

Desiree Figueroa, de 25 anos, está acusada do homicídio de Marlen Ochoa-Lopez de 19 anos e, de acordo com as autoridades, entrou em trabalho de parto e teve o seu próprio filho no dia 1 de novembro no Stroger Hospital. No dia seguinte, regressou à prisão e o bebé foi entregue aos cuidados de uma agência de adoção.

Já relativamente ao caso que está na base da detenção de Desiree Figueroa, recorde-se que a jovem e a sua mãe, Clarisa Figueroa, de 49 anos, terão atraído Marlen Ochoa-Lopez para sua casa, no dia 23 de abril, com a promessa de roupas de bebés de graça.

A adolescente, então grávida de nove meses, esteve desaparecida durante três semanas, até que o seu corpo, já em decomposição, foi encontrado no dia 15 de maio, dentro de um caixote de lixo.

De acordo com a acusação, mãe e filha terão estrangulado a jovem grávida e aberto o seu útero para retirar o bebé. Depois, fingiram que Clarisa tinha acabado de dar à luz ao menino. Os serviços de emergência foram contactados e informados de que o bebé recém-nascido não estava a respirar. A criança, Yovanny Yadiel Lopez, acabou por sofrer graves danos cerebrais por ter ficado privada de oxigénio e morreu em junho.

As mulheres declararam-se inocentes das acusações de homicídio em primeiro grau da jovem mãe e do bebé.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório