Meteorologia

  • 06 DEZEMBRO 2019
Tempo
12º
MIN 10º MÁX 17º

Edição

Países europeus apelam a libertação de deputada raptada na Líbia

Treze missões diplomáticas europeias na Líbia, incluindo de Portugal, apelaram hoje às autoridades no leste do país para trabalharem pela libertação de uma deputada raptada em julho em Benghazi, cidade controlada pelas forças do marechal Khalifa Haftar.

Países europeus apelam a libertação de deputada raptada na Líbia
Notícias ao Minuto

16:32 - 17/11/19 por Lusa

Mundo Líbia

Num comunicado conjunto, as embaixadas exprimem a sua "profunda preocupação com o prolongado desaparecimento de um membro da Câmara dos Representantes, Siham Sergewa" e apelam "à sua libertação imediata".

No documento, assinado pelas embaixadas da Alemanha, Áustria, Bélgica, Bulgária, Espanha, Finlândia, França, Holanda, Itália, Portugal, Reino Unido e Suécia, assim como pela missão da União Europeia, pede-se "às autoridades líbias em causa para investigar com urgência sobre o seu desaparecimento e fornecer a sua localização".

A deputada Siham Sergewa desapareceu a 17 de julho em Benghazi, após um ataque à sua casa por um grupo armado, um dia depois de ter apelado na televisão Libya al-Hadath, próxima de Haftar, ao fim dos combates a sul da capital líbia, Tripoli.

Sergewa referia-se à ofensiva lançada a 4 de abril pelo marechal Haftar para tentar ocupar Tripoli, sede do governo de união nacional reconhecido pelas Nações Unidas.

"As violações do direito internacional humanitário e dos direitos humanos (na Líbia) não passarão despercebidos e os autores serão responsabilizados", afirmam as embaixadas no comunicado.

"A frequência dos ataques contra políticos, militantes e elementos da sociedade civil, em particular mulheres, é inaceitável", adiantam.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório