Meteorologia

  • 08 DEZEMBRO 2019
Tempo
17º
MIN 12º MÁX 17º

Edição

Política "tem os olhos postos no mundo, mas em primeiro lugar no Brasil"

O Presidente brasileiro, Jair Bolsonaro, disse hoje que a sua política externa "tem os olhos postos no mundo, mas em primeiro lugar no Brasil", durante a 11.ª cimeira dos BRICS [Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul].

Política "tem os olhos postos no mundo, mas em primeiro lugar no Brasil"
Notícias ao Minuto

17:08 - 14/11/19 por Lusa

Mundo Brasil

No encontro com os restantes chefes de Estado e de Governo do bloco, em Brasília, Bolsonaro também afirmou que a política externa brasileira visa "estar em sintonia com as necessidades da nossa sociedade, ajudar a ampliar o bem-estar" dos cidadãos brasileiros.

Na sessão plenária que aprovou a declaração conjunta dos chefes de Estado do BRICS, Bolsonaro transmitiu a presidência do bloco ao Presidente russo, Vladimir Putin.

A declaração conjunta assinada pelos líderes dos BRICS frisou a necessidade urgente de fortalecer e reformar órgãos multilaterais como a Organização das Nações Unidas (ONU) e o Fundo Monetário Internacional (FMI), e instou os Estados a evitar "medidas unilaterais e protecionistas".

Neste sentido, o documento reforçou o desejo dos membros do bloco de tornar as organizações internacionais "mais inclusivas, democráticas, representativas", por meio de uma maior participação dos mercados emergentes e dos países em desenvolvimento "na tomada de decisões internacionais".

O texto destacou a necessidade de "uma reforma abrangente" da ONU, incluindo a do Conselho de Segurança, com vistas a torná-la um órgão mais representativo "capaz de responder aos desafios globais".

"China e Rússia reiteram a importância atribuída ao 'status' e papel do Brasil, Índia e África do Sul nas relações internacionais e apoiam suas aspirações de desempenhar papéis mais relevantes na ONU", lê-se no documento.

O grupo das cinco maiores economias emergentes do mundo também pediu ao Fundo Monetário Internacional (FMI) que iniciasse um trabalho para reformar a estrutura de cotas da organização "seriamente e em pouco tempo".

Este ano, a reunião dos chefes de Estado do BRICS teve como tema "Crescimento Económico para um Futuro Inovador".

A cimeira em que participam os chefes de Estado do Brasil, Jair Bolsonaro, da Rússia, Vladimir Putin, o primeiro-ministro da Índia, Narendra Modi, o Presidente da China, Xi Jinping, e Presidente sul-africano Cyril Ramaphosa, termina hoje.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório