Meteorologia

  • 29 JANEIRO 2020
Tempo
15º
MIN 13º MÁX 16º

Edição

Bombeira criticada por estar grávida e a combater incêndios na Austrália

Kat Robinson-Williams é bombeira em Nova Gales do Sul, um dos estados australianos que estão a ser mais afetados pelos incêndios.

Bombeira criticada por estar grávida e a combater incêndios na Austrália

Uma bombeira australiana recorreu às redes sociais para se defender das pessoas que a criticam por estar a combater incêndios com 14 semanas de gravidez. Kat Robinson-Williams, de 23 anos, diz que foi autorizada pelo médico e que não conseguiria "ficar sentada".

"A todas as mulheres no terreno em Nova Gales do Sul, neste momento. Estamos juntas e com orgulho! Sim, sou uma bombeira. Não, não sou um homem. Sim, sou uma mulher. Sim, estou grávida. Sim, vou combater incêndio. E sim, estou bem. Não, não consigo ficar sentada. Não quero saber se não gostas. O meu estado está a arder", indicou, falando sobre os fogos que já causaram a morte a três pessoas.

A jovem seguiu as pisadas da mãe e da avó como bombeira voluntária, onde já trabalha há 11 anos, segundo explica a Sky News.

Agora, faz parte dos milhares de bombeiros e bombeiras que ajudam a combater os mais de 150 focos de incêndio que assolam a Austrália.

Recorde-se que o aumento da temperatura, o clima especialmente seco e os ventos fortes estão a dificultar o combate aos incêndios florestais no leste da Austrália. Estas "condições catastróficas" afetam principalmente os estados de Nova Gales do Sul e de Queensland.

Ver esta publicação no Instagram

13 weeks pregnant and still going strong. Still going to fires. Little firefighter in the making!! First fire for Bub is tomorrow mornings strike team to mid coast. Safe to say ‘fighting fires before you were born’ #asiamafirefighterjustlikealltherest #nswrfs #nswfires #fireemergancy #rfsstriketeams

Uma publicação partilhada por Kat RW (@katrobinsonwilliams96) a 10 de Nov, 2019 às 12:21 PST

Nos últimos anos, os incêndios na Austrália, que este ano está também a sofrer uma seca severa, aumentaram em intensidade e os especialistas associaram já esta realidade às mudanças climáticas.

Os piores incêndios ocorridos na Austrália nas últimas décadas registaram-se no início de fevereiro de 2009 no estado de Victoria (sudeste). Na altura, 173 pessoas morreram e 414 ficaram feridas. A área queimada foi de 4.500 quilómetros quadrados.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo quarto ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório