Meteorologia

  • 10 DEZEMBRO 2019
Tempo
11º
MIN 7º MÁX 15º

Edição

O rapaz que andou 25 km a pé após massacre da família. "Todos sangravam"

Devin, de 13 anos de idade, é uma das oito crianças que sobreviveram ao massacre no México, que vitimou três mães e seis crianças. O adolescente, acompanhado pelo pai, deu uma entrevista a uma televisão norte-americana.

O rapaz que andou 25 km a pé após massacre da família. "Todos sangravam"
Notícias ao Minuto

11:46 - 12/11/19 por Notícias Ao Minuto 

Mundo Massacre no México

Devin Blake Langford [acima, com o pai] era uma das 14 crianças e três mulheres que foram atacadas por elementos de um cartel no norte do México, no passado dia 4 de novembro. O adolescente sobreviveu, depois de ver a mãe e dois irmãos mortos, e andou 25 quilómetros a pé para pedir ajuda para outros sobreviventes feridos. Esta terça-feira falou sobre a tragédia.

"Começaram a atirar contra o carro, com muitas, muitas balas", afirmou o rapaz de 13 anos de idade, visivelmente fragilizado, numa entrevista concedida ao programa 'Good Morning America', do canal ABC.

Recorde-se que Devin seguia numa caravana de três carros com familiares e foram atacados entre Galeana e Sonora, no México, perto da fronteira com os Estados Unidos, por um grupo fortemente armado, que os terá confundido com um gangue rival. O violento ataque resultou na morte das três mães e de seis crianças.

"Foi muito assustador, pareciam muitas balas", indicou o jovem. "Depois tiraram-nos do carro, deitaram-nos no chão e foram-se embora", continuou, explicando que primeiro procurou esconder os irmãos, feridos durante o ataque. A sua mãe, Dawna, de 43 anos, e os dois irmãos mais novos - Trevor, de 11 anos, e Rogan, de dois - estavam mortos.

Quando achou que era seguro, caminhou 25 quilómetros para pedir ajuda. "Eu comecei a andar, porque todos eles sangravam muito, portanto tive que me apressar", lembrou.

Para trás ficaram oito menores: Kylie, de 14 anos, McKenzie, de nove, Cody, de oito, Jake, de seis, Xander, de quatro, e Brixon, com apenas nove meses. Algumas destas crianças estavam gravemente feridas, mas, graças a Devin, foram encontradas e levadas para um hospital local

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório