Meteorologia

  • 12 DEZEMBRO 2019
Tempo
16º
MIN 10º MÁX 16º

Edição

Irão condena declaração da UE sobre a redução dos compromissos nucleares

O ministro dos Negócios Estrangeiros iraniano condenou hoje a declaração da União Europeia (UE) que critica a redução dos compromissos nucleares assumidos pelo Irão e referiu ainda que os europeus não cumpriram com as suas obrigações.

Irão condena declaração da UE sobre a redução dos compromissos nucleares
Notícias ao Minuto

11:27 - 12/11/19 por Lusa

Mundo Irão

"Simplesmente mostrem um [compromisso] que tenham cumprido nos últimos 18 meses", declarou Mohammad Javad Zarif na rede social Twitter, referindo-se aos compromissos do acordo nuclear assinado em 2015 entre o Irão e as seis grandes potências e do qual os EUA se retiraram no ano passado.

Zarif argumentou que o Irão "ativou e esgotou o mecanismo de resolução de disputas", enquanto a outra parte "adiou" qualquer decisão.

O chefe da diplomacia iraniana respondeu assim a uma nota conjunta da União Europeia, França, Reino Unido e Alemanha, que segunda-feira pediram ao Irão que voltasse atrás nas violações do acordo de 2015.

Na nota, os europeus manifestaram-se "extremamente preocupados" com a retomada das atividades de enriquecimento de urânio na central de Fordo e observaram que isso tem "consequências potencialmente graves" para a proliferação nuclear.

A parte europeia disse que respeitou os seus compromissos ou medidas práticas para combater as sanções impostas pelos EUA após a sua retirada do pacto.

"Vós? Sério?", perguntou Zarif no Twitter sobre a alegação europeia de que cumpriu o contrato.

Devido às sanções norte-americanas e ao fracasso dos europeus em combatê-las, as autoridades iranianas começaram em maio passado a violar gradualmente alguns dos seus compromissos assumidos no acordo de 2015.

O Irão já excedeu o limite de armazenamento e enriquecimento de urânio, que atingiu pelo menos 4,5%, quando o pacto de 2015 permite apenas uma pureza de 3,67%.

Além disso, no seu quarto passo nessa direção, para se distanciar das disposições do acordo, as autoridades iranianas retomaram o enriquecimento de urânio na central subterrânea de Fordo.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório