Meteorologia

  • 12 NOVEMBRO 2019
Tempo
18º
MIN 12º MÁX 18º

Edição

Pescadores norte-coreanos mataram 16 colegas antes de fugirem para Sul

Os homens foram entregues novamente ao país.

Pescadores norte-coreanos mataram 16 colegas antes de fugirem para Sul

Dois pescadores norte-coreanos suspeitos de terem matado 16 colegas antes de fugirem para a Coreia do Sul foram enviados novamente para o país.

Os homens atravessaram a fronteira marítima no sábado e foram mais tarde detidos pelas autoridades no Sul. A Coreia do Sul normalmente garante asílo aos desertores mas, explicaram, neste caso os dois homens tratavam-se de uma ameaça à segurança nacional e foram tratados como criminosos em vezes de desertores.

Depois de atravessarem a fronteira marítima com o barco de pesca de lula, foram necessários dois dias até a marinha sul-coreana os conseguir deter.

Segundo a agência Yonhap, que cita responsáveis governamentais, os dois homens confessaram ter matado o capitão, juntamente com um terceiro homem, no final de outubro, devido ao seu tratamento severo.

Depois mataram, um por um, os outros membros da tripulação que se insurgiam. Os corpos eram atirados borda fora.

Os três suspeitos inicialmente ainda regressaram ao Norte, mas quando um deles foi capturado pela polícia local num dos portos, os outros dois decidiram fugir de barco para o Sul.

Os dois homens, na casa dos 20 anos, foram entregues ao Norte na vila fronteiriça de Panmunjon, na zona desmilitarizada, explicou o ministério da Unificação da Coreia do Sul. Apesar disso, não há acordo de extradição entre as Coreias.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório