Meteorologia

  • 12 NOVEMBRO 2019
Tempo
13º
MIN 12º MÁX 18º

Edição

Irlanda "aliviada" com acordo de saída espera aprovação "o quanto antes"

A Irlanda está "aliviada" com o novo acordo de saída de Brexit, que "cumpre integralmente" os seus objetivos, mas "aguarda com expetativa" que seja aprovado pelo parlamento britânico "o mais rapidamente possível", afirmou o embaixador irlandês em Lisboa.

Irlanda "aliviada" com acordo de saída espera aprovação "o quanto antes"
Notícias ao Minuto

07:10 - 01/11/19 por Lusa

Mundo Brexit

"Este é um bom acordo. Estamos muito contentes que este acordo tenha sido alcançado", reagiu Ralph Victory em entrevista à Lusa.

Desde o referendo de 2016, que determinou a saída do Reino Unido da União Europeia (UE), Dublin fixou como objetivos "proteger o Acordo de Sexta-Feira Santa, evitar uma fronteira física na ilha" e "assegurar a integridade do mercado único".

"Estes objetivos são cumpridos integralmente no acordo que acabou de ser alcançado. Estamos aliviados com isso mas, ao mesmo tempo, ainda não foi aprovado pelo parlamento de Westminster e aguardamos com expetativa que isso aconteça o mais rapidamente possível", disse.

Contrariamente ao anterior mecanismo de salvaguarda, conhecido como 'backstop' e que seria usado apenas enquanto não fosse alcançado um acordo de comércio livre entre Londres e Bruxelas, o atual acordo prevê "uma solução permanente" e permite "evitar uma fronteira rígida".

"E isso é especialmente importante para a Irlanda numa perspetiva económica, ambas as partes da ilha dependem do acesso à UE", explicou, frisando que a nova solução "traz certeza às empresas e aos cidadãos".

Mas evitar uma fronteira física é também decisiva social e politicamente, em termos "da confiança que as pessoas têm no processo de paz".

"O Acordo de Sexta-Feira Santa, de há 20 anos, surgiu depois de um longo e duro conflito. Mais de 3.500 pessoas morreram e muitos milhares foram feridas numa área relativamente pequena da ilha. Não queremos voltar a esses tempos", sublinhou.

Ralph Victory salientou ainda como um terceiro aspeto positivo do novo acordo a disposição que implica que a Irlanda do Norte se pronuncie sobre a continuidade da solução.

"Penso que é importante em termos de assegurar que a voz da população da Irlanda do Norte e dos seus representantes eleitos é ouvida", sustentou, evocando, noutro passo, que no referendo de 2016 a Irlanda do Norte votou maioritariamente a favor da permanência do Reino Unido na UE.

O Brexit é para todos os efeitos "motivo de insatisfação" para a Irlanda, sublinhou, mas Dublin "aceita e respeita a vontade do eleitorado britânico" e está convicta de que "os laços com o Reino Unido serão sempre muito próximos".

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório