Meteorologia

  • 18 NOVEMBRO 2019
Tempo
11º
MIN 9º MÁX 15º

Edição

Azerbaijão recebe presidência do Movimento dos Países Não Alinhados

A Venezuela entrega sexta-feira a presidência do Movimento dos Países Não Alinhados ao Azerbaijão, durante a cimeira do organismo que decorre na capital deste país, Baku.

Azerbaijão recebe presidência do Movimento dos Países Não Alinhados
Notícias ao Minuto

09:20 - 23/10/19 por Lusa

Mundo Azerbeijão

O Movimento dos Países Não Alinhados foi criado em 1961, para garantir aos países em desenvolvimento uma posição neutra perante os dois blocos emergentes da Guerra Fria, Estados Unidos e União Soviética.

Atualmente o movimento reúne mais de 100 países, a maioria nações em desenvolvimento, de vários continentes, com o objetivo de criar projetos de cooperação que lhes garanta autonomia perante as grandes potências mundiais, com fortes apostas no combate à pobreza e desenvolvimento económico.

A presidência rotativa (com duração de três anos) passará das mãos da Venezuela para o Azerbaijão, depois de em finais de julho o Governo de Caracas ter recebido os representantes do Movimento para uma reunião ministerial da comissão coordenadora.

Nesse encontro, foi assinada a Declaração Política de Caracas, um documento que sublinha a relevância dos "princípios do direito internacional", a ser respeitado pelos países membros perante os conflitos mundiais.

Uma das prioridades do mandato do Azerbaijão será, entre outras, o apelo a que os países do Movimento promovam o recurso do Tribunal Internacional de Justiça para denunciar a ilegalidade das sanções económicas e políticas impostas por terceiros, um tema muito querido ao Governo venezuelano, que é alvo de diversas sanções dos Estados Unidos e da União Europeia.

Também a corrida ao armamento, por parte dos EUA e da Rússia, tem sido tema de destaque nos encontros setoriais da organização, que tem apelado ao seu controlo, em particular quando fica em risco a soberania dos países membros.

A Declaração de Caracas também ratificou "o firme compromisso na luta contra o terrorismo em todas as formas e manifestações", ficando os membros obrigados a "prevenir e reprimir o financiamento de atos terroristas".

Na cimeira de Baku, o Presidente venezuelano, Nicolas Maduro, passará o testemunho de liderança da organização ao Presidente do Azerbaijão, Ilham Aliyev, de origem curda e que lidera os destinos do país desde 2003.

No mandato anterior ao venezuelano, a presidência do Movimento esteve a cargo do Irão e de dois dos seus presidentes, Mahmoud Ahmadinejad e Hassan Rohani.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório