Meteorologia

  • 17 NOVEMBRO 2019
Tempo
17º
MIN 11º MÁX 17º

Edição

Moçambique precisa de 17 milhões para suprir défice do plano para chuvas

Moçambique precisa de 1,2 mil milhões de meticais (17 milhões de euros) para suprir o défice do plano de contingência para época chuvosa 2019/2020, anunciou hoje o governo.

Moçambique precisa de 17 milhões para suprir défice do plano para chuvas

"O orçamento [do plano de contingência] é de 2,1 mil milhões de meticais (30 milhões de euros) e desse valor, parte já foi alocado pelo Banco Mundial, e há um défice de 1,2 mil milhões de meticais", disse Carmelita Namashulua, ministra da Administração Estatal e Função Pública de Moçambique.

A governante falava no final do conselho coordenador do Instituto Nacional de Gestão de Calamidades (INGC), num encontro com o objetivo de discutir a proposta do plano de contingência para a época chuvosa e ciclónica 2019/2020.

O INGC espera que o défice seja coberto pelo Governo, parceiros internacionais e pela sociedade civil.

Com cenários de chuva fortes, vendavais, ciclones, cheias e inundações nas vilas e cidades moçambicanas, o Governo moçambicano prevê que 1,6 milhões de pessoas possam ser afetadas.

As últimas atualizações do INGC indicam que um total de 714 pessoas morreram e outras 2,8 milhões foram afetadas por calamidades naturais durante a época das chuvas de 2018/2019, um período marcado pela passagem de dois ciclones em Moçambique.

Entre outubro e Abril, Moçambique é ciclicamente atingido por cheias, fenómeno justificado pela sua localização geográfica, a jusante da maioria das bacias hidrográficas da África Austral.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório