Meteorologia

  • 17 NOVEMBRO 2019
Tempo
17º
MIN 11º MÁX 17º

Edição

Brexit: Negociações retomadas em Bruxelas na véspera da Cimeira Europeia

Uma maratona de discussões decorre hoje em Bruxelas na tentativa de se alcançar um acordo com o Reino Unido sobre o 'Brexit' antes da Cimeira Europeia marcada para quinta-feira.

Brexit: Negociações retomadas em Bruxelas na véspera da Cimeira Europeia
Notícias ao Minuto

09:59 - 16/10/19 por Lusa

Mundo Bruxelas

Fontes da União Europeia referem que a longa série de negociações que se prolongou até à meia-noite de terça-feira já foi retomada hoje de manhã.

"Se continuam (negociações) é porque são positivas" disse hoje o ministro dos Negócios Estrangeiros francês, Jean-Yves Le Drian acrescentando que "talvez se possa sair do impasse".

Mesmo assim, em Bruxelas, as fontes políticas e diplomáticas são mais prudentes, ao contrário dos britânicos, que se mostram mais otimistas, à semelhança do que aconteceu na altura das discussões do plano do primeiro-ministro Boris Johnson.

"Hoje não são esperados resultados" disse uma fonte da União Europeia à France-Presse.

"As intenções britânicas estão a começar a ser traduzidas num texto jurídico, mas 'resvalam' no fundo", disse um diplomata europeu.

Por outro lado, um responsável britânico disse que "as equipas continuam a fazer progressos" e que as discussões "são construtivas".

O negociador chefe da União Europeia, Michel Bernier, deve fazer um ponto da situação ao final da manhã de hoje perante os 27 embaixadores, na véspera do Conselho Europeu de quinta e sexta-feira.

Segundo a AFP, as discussões concentram-se em duas questões: a forma de evitar o regresso a uma fronteira entre a Irlanda, país membros da União Europeia, e a Irlanda do Norte, que faz parte do Reino Unido, sobre o estabelecimento de controlos aduaneiros.

O outro ponto refere-se à clausula de salvaguarda acordado pelas autoridades da Irlanda do Norte e Londres sobre o 'Brexit', mas que a União Europeia não aceita.

Na proposta de Londres, a Irlanda do Norte mantém-se como território britânico aplicando as regras aduaneiras europeias para os produtos destinados à União Europeia.

Hoje, sobre este ponto em concreto não há informações dos negociadores.

"Johnson modificou a proposta original no sentido de retirar a fronteira aduaneira" entre a República da Irlanda e a Irlanda do Norte, disse na terça-feira uma outra fonte da União Europeia.

Michel Barnier disse na terça-feira que "é possível" um acordo ainda esta semana.

Mesmo assim, estão sobre a mesa três opções: o acordo, a inexistência de um acordo ou a continuação de negociações após a cimeira de quinta-feira.

A hipótese de uma cimeira "suplementar" até 31 outubro, data prevista para a saída do Reino Unido, começa a ser um assunto que é referido por várias fontes em Bruxelas.

Na terça-feira, a chanceler alemã, Angela Merkel, disse que o Reino Unido "vai ser um novo concorrente" às portas da União Europeia.

A mesma preocupação foi manifestada pela Holanda e pela França que demonstraram inquietação sobre os riscos inerentes aos controlos sobre mercadorias numa eventual fronteira aduaneira entre a República da Irlanda e a província britânica da Irlanda do Norte.

Recomendados para si

Seja sempre o primeiro a saber.
Acompanhe o site eleito pelo segundo ano consecutivo Escolha do Consumidor.
Descarregue a nossa App gratuita.

Apple Store Download Google Play Download

Campo obrigatório